Paquistão lidera o ranking mundial de poliomielite porque o talibã proíbe a vacinação das crianças

Dois homens armados assassinaram hoje, no Paquistão, duas técnicas envolvidas numa campanha de vacinação contra a poliomielite e um polícial que as escoltava, informaram as autoridades locais.

Segundo o chefe de polícia, Muhammad Ijaz Khan, os atacantes abriram fogo contra as duas mulheres, que aplicavam vacinas contra a poliomielite em crianças de um campo de refugiados afegão, situado na aldeia montanhosa de Sheikhabad, a duas centenas de quilómetros a norte da capital, Islamabad.

Uma das técnicas e o policial que as escoltava tiveram morte imediata; a segunda mulher sucumbiu aos ferimentos mais tarde.

Outro responsável policial, não identificado pela agência francesa AFP, informou que 77 pessoas já foram mortas no quadro de campanhas contra a poliomielite no Paquistão, desde o final de 2012.

A reação dos talibãs e dos líderes religiosos ultraconservadores contra as campanhas de vacinação, que consideram uma conspiração do Ocidente para esterilizar os muçulmanos, têm privado centenas de milhares de crianças de serem imunizadas e, consequentemente, têm feito aumentar o número de casos no país.

O Paquistão tem a taxa mais alta de poliomielite, doença contagiosa provocada por um vírus que se fixa no centro nervoso, causando paralisia que pode ser mortal quando atinge os músculos respiratórios.

Em 2014, mais de 300 pessoas foram diagnosticadas com poliomielite no Paquistão, o que representa cerca de 85 por cento dos casos registados em todo o mundo.

http://www.noticiasaominuto.com/mundo/362180/ataque-a-campanha-de-vacinacao-resulta-em-tres-mortes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s