Autores de atentado na Tunísia treinaram na Líbia

Túnis – Os dois autores do atentado no museu do Bardo, em Túnis, que custou a vida de 21 pessoas, entre elas 20 turistas, treinaram o manejo de armas na Líbia, afirmou nesta sexta-feira o secretário de Estado tunisiano encarregado de assuntos de segurança.

Segundo ele, são “dois elementos extremistas salafistas takfiris. Saíram ilegalmente do país em dezembro para ir à Líbia, e se formaram no manejo de armas na Líbia” para depois retornar à Tunísia, declarou Rafik Chelly na noite de quinta-feira à rede de televisão privada AlHiwar Ettounsi.

“Não temos os detalhes, mas há campos de treinamento para tunisianos (na Líbia) em Sabratha, Benghazi e Derna, razão pela qual (puderam se formar) em algum deles”, acrescentou o funcionário.

Na quinta-feira, as autoridades tunisianas identificaram os dois criminosos como Yassine Abidi e Hatem Khachnaoui.

Chelly declarou que Yassine Abidi havia sido detido antes de partir para a Líbia, sem fornecer mais detalhes.

Os dois homens eram elementos suspeitos, integrantes do que é conhecido como “células adormecidas, formadas por elementos presentes em cidades, e conhecidos”, explicou o secretário de Estado.

O ataque de quarta-feira no museu do Bardo foi reivindicado na quinta-feira pelo grupo jihadista Estado Islâmico, que controla muitos territórios na Síria e no Iraque e que ganhou influência na Líbia, onde fez de Derna (leste) seu reduto no país.

http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/autores-de-atentado-na-tunisia-treinaram-na-libia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s