Estado Islâmico mantém em cativeiro 50 pessoas sequestradas na Síria

Quarenta reféns possuem a mesma linha religiosa do EI, mas não apoiam os terroristas.

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) mantém sequestradas há dez dias 50 pessoas da cidade de Al Mabuye, no leste da província de Hama, região central da Síria, informou nesta sexta-feira (10) o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Entre os reféns estão dez pessoas seguidoras do ismaelismo, um ramo do xiismo, e quarenta beduínos sunitas, capturados quando os jihadistas invadiram a cidade no dia 31 de março.

Durante o ataque a Al Mabuye, o EI matou 52 pessoas, entre elas 46 civis, que foram decapitados, queimados ou mortos a tiros pelos extremistas.

As outras seis vítimas eram soldados do regime leal ao presidente Bashar al Assad e morreram nos confrontos.

Os beduínos, sunitas como os integrantes do grupo terrorista, foram levados por não expressar apoio aos jihadistas.

Al Mabuye se encontra na periferia leste de Al Salamiya, região composta, em sua maioria, por seguidores do ismaelismo.

Após as recentes derrotas sofridas nas províncias sírias de Aleppo e Al Hasaka, ambas no norte, o EI está concentrando seus ataques contra alvos governamentais em Hama e Homs, no centro do país, e no sul da capital Damasco.

http://noticias.r7.com/internacional/estado-islamico-mantem-em-cativeiro-50-pessoas-sequestradas-na-siria-10042015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s