Polícia detém suspeito relacionado a atentado em Bangcoc

Suspeito, de nacionalidade turca, foi detido em apartamento, diz jornal local.
Ao menos 20 mortos morreram em atentando no dia 17 de agosto.

A polícia tailandesa deteve neste sábado (29) um suspeito relacionado com o atentado à bomba que no dia 17 de agosto deixou 20 mortos e mais de cem feridos em um templo hindu em Bangcoc.

Segundo o jornal local “Post Today”, o suspeito, que seria turco, foi detido por volta de 14h (horário local, 4h de Brasília) em uma batida policial em um apartamento no noroeste da capital da Tailândia. A polícia ainda não confirmou a nacionalidade do suspeito.

Nesta sexta-feira, a polícia tailandesa divulgou uma foto de um suspeito. O homem aparece nas imagens de uma câmera de segurança jogando uma bolsa na água no píer na noite de 17 de agosto. A polícia emitiu um mandado de prisão contra o suspeito, que ainda não foi identificado.

Como foi o ataque
Na ocasião, nenhum grupo reivindicou o ataque de imediato. Para o governo, o atentado visava prejudicar a economia do país. “Os criminosos pretendiam destruir a economia e o turismo, porque o incidente aconteceu no coração do distrito turístico”, disse o ministro da Defesa tailandês, Prawit Wongsuwan, à Reuters.

Pessoas observam carcaças de motos destruídas pela explosão em Bangcoc, capital da Tailândia (Foto: Pornchai Kittiwongsakul/AFP)Pessoas observam carcaças de motos destruídas pela explosão em Bangcoc, capital da Tailândia (Foto: Pornchai Kittiwongsakul/AFP)

O incidente aconteceu por volta de 19h no horário local (9h no horário de Brasília) perto do templo Erawan Shrine e do cruzamento Rajprasong, onde costumam acontecer protestos na cidade. O templo Erawan Shrine é dedicado ao deus hindu Brahman, mas também é visitado por milhares de fiéis budistas.

A região, que fica ainda perto de vários grandes hotéis e shoppings, é muito frequentada por turistas. Por isso, não está descartada a presença de turistas entre os feridos. A polícia isolou a área. Várias equipes dos bombeiros foram mobilizadas para prestar socorro às vítimas. Pedaços de corpos podiam ser vistos no local.

Motocicletas ficaram completamente destruídas. Um soldado pediu que as pessoas se afastassem e afirmou que estavam checando se haveria uma segunda bomba no local.

Pouco frequente
Embora grupos armados muçulmanos estejam implantados no sul da Tailândia, atentados terroristas não são frequentes em Bangcoc, de acordo com a agência EFE.

As forças tailandesas combatem a insurgência muçulmana no sul, que é predominantemente budista. O país também vem sendo abalado há décadas por uma rivalidade intensa e às vezes violenta entre facções políticas na capital e em outras localidades, segundo a Reuters.

O Exército controla a Tailândia desde maio de 2014, quando depôs um governo eleito depois de meses de manifestações anti-governo às vezes violentas.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/policia-detem-suspeito-relacionado-atentado-em-bangcoc.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s