Guga Chacra, o especialista na ocultação das mazelas dos governos muçulmanos

Confesso que não me surpreendo mais com os artigos do Guga Chacra que revelam a postura usual de ser a expressão máxima do “politicamente correto”. Dessa vez, o jornalista elaborou um escrito afirmando que “tinha inveja dos europeus que podem receber dezenas de milhares de sírios, que trarão empreendedorismo, abrirão novas empresas, e ajudarão a movimentar a economia, além de deixar as cidades muito mais vibrantes e multiculturais.”
Sinceramente, eu queria entender de “onde” o moço retirou tantas projeções positivas!? Ele não apresentou um fundamento sequer que venha provar as suas ilações… pois, pelo que sei, a única verdade incontestável é que o multiculturalismo será reforçado em solo europeu, sem garantia alguma de um futuro esplendoroso, ou será que esse indivíduo não lê os informes sobre o futuro negro que aguarda a União Europeia?
Talvez, não seja do interesse do jornalista “noticiar” os terríveis males que o multiculturalismo que tanto defende propaga em diversas áreas que já são regidas EXCLUSIVAMENTE pela sharia! Até o momento, ainda não houve uma “solução adequada” para lidar com o problema do radicalismo que vem crescendo em diversas comunidades muçulmanas na Europa.
Com a devida “venia”, o que se espera de um jornalista sério é o comprometimento com a verdade… e, eu sempre fiz questão de denunciar que o Ocidente TAMBÉM é responsável pela desgraça que se abateu no mundo muçulmano, pois, dentre tantos crimes, sempre apoiou o totalitarismo islâmico que criou esses monstros genocidas, inclusive, os governos que financiam o terror, como o Irã e Arábia Saudita, mas, daí a fingir que basta a Europa receber os imigrantes sírios como fizeram outros países no passado, e tudo se tornará felicidade, é de uma incoerência abissal!
 Pensar que a simples abertura das fronteiras para a entrada dos sírios trará a solução da crise humanitária, é minimizar problemas graves que devem ser enfrentados com maturidade isenta de “sensacionalismo barato”!
Na minha concepção, o problema da gigantesca crise humanitária não vai ser resolvido com o recebimento dos refugiados sírios, como Guga propõe, porque os outros refugiados das zonas de conflito no Oriente Médio, África e Ásia também chegam aos milhares… e o que se fará com eles? Na lógica do Guga, a Europa deve aceitar as “dezenas de milhares” de sírios, mas ele silencia acerca das centenas de milhares de refugiados que chegam, por exemplo, na Alemanha. São mais de 400 mil desde o início de 2015, e as estimativas são de pelo menos 800 mil até o fim do ano. O que fazer com eles? Ignorá-los?
A grande questão é: a Europa está preparada para enfrentar o imenso desafio de receber milhares de refugiados? E, é justo se abordar essa questão sem enfrentar os dilemas nela agregados?
 Aliás, o Guga expressa a obrigação do “Ocidente imperialista” receber os refugiados sírios, porém, não aduz essa mesma responsabilidade em relação aos países árabes, principalmente, as monarquias ricas do Golfo Pérsico e os chamados “países muçulmanos moderados”. Talvez, ele tenha esquecido qual foi o país que mais propagou o salafismo desde os primórdios. Para Guga, o fato de países árabes financiarem “guerras por procuração” e o expansionismo das atividades terroristas, não os torna responsáveis para solucionar as desgraças que provocam, ficando todas, na “conta do Ocidente infiel”!
 Fico atônita por perceber o quanto o jornalismo produz verdadeiras “farsas” recebidas como “humanistas” por tantas pessoas. Convencer os leitores com a “propaganda enganosa” de êxito ao voltar a receber refugiados sem exigir a cessação das mazelas provocadas por governos muçulmanos, é uma prática comum no meio jornalístico que finge se preocupar com os inocentes que estão sendo dizimados pelo fundamentalismo islâmico.
A verdade, o Guga jamais divulgará! Ele não tem coragem de afirmar que somente uma REFORMA no islã praticado pelos governos muçulmanos trará paz e sossego para aqueles que sofrem com tantos conflitos sangrentos. Caso contrário, ao invés de receber dezenas de milhares de sírios, o Ocidente terá que receber todas as populações muçulmanas que estão sendo massacradas por tantas décadas de despotismo imposto pelos “aliados piedosos” do conivente sr. Obama!

Por Andréa Fernandes

Artigo do Guga: http://internacional.estadao.com.br/blogs/gustavo-chacra/minha-carta-para-os-europeus-receberem-imigrantes-e-refugiados-da-siria/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s