Indonésia: Cristãos enfrentam mais violência e o novo presidente permanece calado

“Os últimos atos do líder político é um retrocesso para os direitos humanos no país”

24_President-indonesia

Segundo a Anistia Internacional, a execução de seis traficantes de drogas na Indonésia, a primeira ordem desde que o presidente Joko Widodo assumiu o cargo, é um retrocesso para os direitos humanos no país.

Segundo um analista da Portas Abertas: “O novo presidente, suscitou muitas expectativas, especialmente na área dos Direitos Humanos, mas já começou decepcionando os indonésios. Para os cristãos e minorias religiosas, já houve dois incidentes recentes que os afetaram”.

O analista informou também que as autoridades da província de Aceh, na ilha de Sumatra, mandaram demolir dez igrejas cristãs e todos os demais locais de reunião, alegando a falta de licenças de construção. “Os atos foram acompanhados de violência, o que fez com que milhares de cristãos fugissem para as províncias vizinhas”, disse ele.

Widodo permaneceu em silêncio sobre a questão dos cristãos. Informações locais confirmam que ainda há mais 13 igrejas na lista para serem demolidas. Já houve protestos em frente ao palácio do presidente contra a falta de justiça que o povo está experimentando. A Indonésia ocupa o 47º lugar na Classificação de Perseguição Religiosa 2015. Ore por essa nação.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2015/11/cristaos-enfrentam-mais-violencia-e-o-novo-presidente-permanece-calado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s