Mulheres de burca podem sofrer multa de R$ 36 mil em região suíça

Vestimenta será banida em locais públicos; decisão foi tomada pelo Parlamento de Ticino.

SUÍÇA — O Parlamento da região de Ticino, situada ao sul da Suíça, aprovou, nesta segunda-feira, uma lei que bane mulheres de usarem burca e niqab em lugares públicos. Aquelas que usarem o véu, cobrindo todo o rosto e corpo, poderão pagar multa de até € 9.000 (quase R$ 36 mil). A decisão vem em um momento de tensão internacional por conta do terrorismo na França. O cantão é a primeira parte da Suíça a banir a burca.

De acordo com jornais locais, o uso da burca em lugares como shoppings, restaurantes e prédios públicos no cantão de língua italiana é agora considerado infração penal. A lei se aplica também a turistas que estiverem na região, mas outras formas de cobrir o rosto como máscaras ou capacetes ainda serão aceitas.

Em 2013, houve um referendo em Ticino onde a população poderia votar contra ou a favor da decisão de banir a burca na região. Quase dois terços das pessoas votaram a favor. O político Giorgio Ghiringhelli, que fez a proposta de votação, afirmou que o resultado iria “mandar uma mensagem aos fundamentalistas” de Ticino e da Suíça.

— Aqueles que querem nos integrar são bem-vindos independente de suas religiões. Mas aqueles que rejeitam nossos valores e querem construir um sociedade paralela baseada em leis religiosas, para substituir nossa sociedade, não são bem-vindos.

A Anistia Internacional disse que o resultado da votação representa “um dia negro para os direitos humanos em Ticino”.

Em 2009, os suíços votaram para banir a construção de novos minaretes. Contudo, a lei para banir burcas em locais públicos foi banida no parlamento suíço em 2012. Há cerca de 40 mil muçulmanos morando na Suíça, o que corresponde a aproximadamente 5% da população local.

A lei ecoa em um contexto onde países europeus tomam decisões similares. A França, por exemplo, foi o primeiro país europeu a banir as burcas e outras formas de cobrir o rosto, em 2011. Decisões parecidas foram tomadas na Bélgica e Holanda.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/mulheres-de-burca-podem-sofrer-multa-de-36-mil-em-regiao-suica-18139289#ixzz3senSHor3
© 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s