Líder da oposição adverte Turquia no processo de “paquistanização “

Em discurso aos membros do CHP (Partido Republicano do Povo, em português), Kılıçdaroğlu disse que os vizinhos da Síria se tornaram um novo Afeganistão, um centro operacional para todos os grupos jihadistas. “Eles foram lá sob a proteção oferecida pelo governo. A Turquia está envolvida em um processo de paquistanização “, disse ele.

O líder do CHP observou que 234 pessoas foram mortas em seis atentados em toda a Turquia nos últimos seis meses. “Nenhum país que não está em guerra tem passado por um trauma tão profundo. Como pode ser que 234 pessoas tenham sido mortas nesses últimos meses, mas ninguém está responsabilizado politicamente?, ele disse.

Vinte e oito pessoas, a maioria soldados, morreram enquanto um carro com explosivos explodiu enquanto ônibus que transportavam militares paravam em um semáforo na cidade de Anacara no dia 17 de fevereiro. Foi o segundo atentado na cidade nos últimos quatro meses. Em 10 de outubro, mas de 100 pessoas foram mortas quando duas bombas explodiram  em poucos segundos entre uma multidão de pessoas, em uma reunião da paz, no mais sangrento ataque terrorista da história da República da Turquia.

O Presidente Recep Tayyip Erdoğan e o Primeiro Ministro Ahmet Davutoğlu, acusaram a  Unidade de Proteção do Povo Curdo e Sírio (YPG) de estar por trás do ataque de 17 de fevereiro, apesar de seu braço político, o Partido da União Democrática, negou qualquer envolvimento com a YPG. Acredita-se que ataque de 10 de outubro foi realizado por militantes ligados ao Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL), embora o governo tenha insistido que grupo terrorista do Partido dos Trabalhadores do Curdistão grupo terrorista (PKK), também estava envolvido.

Kılıçdaroğlu disse que o ISIL emergiu como uma nova fonte de problemas, como se o PKK não fosse o suficiente. “Vocês entregaram-lhes as armas, vocês transformaram cidades em depósitos de armas. O ISIL recrutou militantes de 70 províncias em toda a Turquia”, disse ele,  acrescentando que os líderes do Partido do Partido AK, incluindo o presidente Erdoğan,  devem ser responsabilizados pelo que chamou de auxílio e cumplicidade organizações terroristas.

 “Porque a Turquia foi paquistanizada? Porque isso  ajudou e incitou [grupos terroristas]. Todos devem estar cientes deste fato “, disse ele.

O líder do CHP disse que os grupos terroristas ganharam terreno na Turquia porque o país não está bem governado e acrescentou que o antigo presidente Abdullah Gül, quem co-fundou o Partido AK, compartilhou parcialmente desses interesses também.

Gül, falou aos repórteres em 19 de fevereiro, disse que a Turquia estava atravessando a maior dificuldade em sua história, em comentário ao recente atentado em Ancara.

Fonte: Today’s Zaman

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s