EVM participa de seminário com Ministério das Relações Exteriores

Por: Andrea Fernandes*, Erica Oliveira e Marcelle Torres

A equipe de internacionalistas do Ecoando a Voz dos Mártires (EVM) participou ontem do seminário sobre atuação internacional do Brasil em direitos humanos no Ministério Publico Federal.

O evento contou com a presença do Chefe da Divisão de Direitos Humanos do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Pedro Saldanha.

Durante a videoconferência, foram abordados temas diversos, entre os quais a discussão dos eventos, painéis e diálogos que o Brasil pretende participar no contexto da ONU.

No momento em que se possibilitou a manifestação dos representantes das organizações presentes, a Dra. Andréa Fernandes, presidente do EVM, apresentou a questão da perseguição islâmica a cristãos e minorias no mundo muçulmano, indagando o posicionamento da diplomacia brasileira no que concerne às violações de direitos humanos, praticadas não apenas por facções terroristas islâmicas, mas também, por governos muçulmanos.

Convém ressaltar que a Dra. Andréa cobrou engajamento do Ministério das Relações Exteriores para propor iniciativas na ONU a fim de ser discutida a questão.  Em resposta, o representante do MRE frisou que o Brasil teria participado de dois painéis da ONU referentes às minorias, sem, no entanto, especificar os pronunciamentos da diplomacia brasileira quanto ao tema.

A internacionalista Marcelle Torres, especialista em Coreias, também esteve no evento, mas em razão do tempo diminuto outorgado aos participantes para pronunciamentos, não foi possível fazer uso da palavra, pelo que, a mesma apresentará ao MRE questionamento por escrito acerca da posição brasileira em relação às violações de direitos humanos na Coreia do Norte e as medidas que o Brasil adota e adotará na busca pela paz entre as Coreias, considerando-se o Estado brasileiro ser ao lado de Cuba, o único país da América Latina a ter embaixadas residentes em Pyongyang (capital da Coreia do Norte) e Seul (capital da Coreia do Sul).

Além disso, o atual embaixador brasileiro na Coreia do Norte, Sr. Roberto Colin, declarou que o Brasil abriu a sua embaixada em Pyongyang em 2009 com objetivo de contribuir para a solução pacífica da questão coreana.

*Presidente e diretora do Ecoando a Voz dos Mártires

Assista em nosso canal as discussões levantadas pela EVM ao longo do seminário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s