Pastor que foi preso no Irã diz que cristãos Americanos precisam de avivamento, cristãos iranianos “oram cinco horas por dia apesar da perseguição

Saeed Abedini, o pastor Americano que foi liberto de uma prisão iraniana em janeiro, disse que os cristãos americanos são muitas vezes complacentes em sua fé e carecem do “verdadeiro avivamento”, enquanto seus irmãos e irmãs no Irã estão orando ativamente e compartilhando o Evangelho  às pessoas, apesar da contínua perseguição

Em uma publicação compartilhada no fim de semana, no Facebook , Abedni, 35, revelou que que ele recentemente falou com David Nasser, vice-presidente sênior do Desenvolvimento Espiritual na Universidade da Liberdade. Durante a sua discussão, os pastores perguntaram a uma estudante se existia avivamento na Universidade.

 “Ela disse, ‘Eu acho que nós temos. Nós temos um bom culto, um bom estudo da Bíblia e as pessoas estão servindo ao Senhor’, Abedini escreveu. “Essas são grandes coisas, mas não penso que esse é o verdadeiro avivamento”.

O pastor disse que crentes no Irã oram “ao menos  cinco horas por dia” e eles estão preparados para dar a vida para manter a fé.

“E quando você pergunta a eles se eles têm avivamento, eles dizem, “Não! Nós não conhecemos muito bem a Bíblia, nós não evangelizamos o bastante e não pregamos. Nós não podemos encontrar um igreja para ir e nos sentimos muito mal por isso”, ele disse.

 “Neles, eu vejo avivamento”, ele enfatizou. “Cristãos americanos tem muito e são tão boas pessoas, mas nós ainda precisamos de avivamento em nossos corações. Nossos joelhos dobrados e oração, alegria de avivar. Então, eu vejo, aqueles que pensam que estão avivados, realmente não estão. E aqueles que pensam não estar avivados, estão.

Como relatado pelo The Gospel Herald, Abedini foi originalmente preso sob acusações de que sua fé minava o governo do Irã. Durante a sua primeira entrevista pós-liberação de volta aos Estados Unidos, ele contou a Greta Van Susteren da Fox News que ele havia sido espancado e torturado no cativeiro e passava o tempo em oração, aproximadamente 20 horas por dia. Em uma postagem anterior no Facebook, ele disse que as dificuldades na prisão tomaram a sua passagem em alguns de seus companheiros da prisão, e “muitos prisioneiros religiosos e políticos que começaram com uma fé muito forte, pensamentos e ações, enquanto estavam passando por tantas mudanças em seu país e do mundo “foram desgastados pela cadeia”.

“Eu vi alguns cristãos que foram presos porque eles não poderiam negar e sua fé e ele mantiveram seu ministério”, ele recordou. “Mas infelizmente, eu vi muitos desses heróis da fé enfraquecerem através das dificuldades do sofrimento na prisão”, ele disse. “Eu ouvi um dos cristãos orar a oração Islâmica de Namaz para tornar a sua situação mais fácil”. Abedini acrescentou: “Eu vi alguns prisioneiros políticos que começaram a obedecer a Política de Inteligência do Irã para obter a liberdade ou melhorar as suas condições na prisão. Nós não sabemos o quão forte a nossa fé realmente é até ela ser testada.” Ele pediu aos seus seguidores no Facebook para manter a fé deles alimentada, não importam as dificuldades que encontrem.  “Jesus tem uma razão para nos chamar para terminar o que nós começamos com Ele e caminharmos adiante em nossos valores bíblicos. Nossa recompensa está nos esperando no fim da nossa jornada,” ele disse. “Eu comecei um ministério em que havia milhares de pessoas, mas muitas não estão mais servindo ao Senhor porque eles não calculam o preço para a caminhada até o fim dela. Às vezes, nós queremos culpar outros por nossa causa da nossa queda no caminho. Nós temos que ter responsabilidade por nossos caminhos com o Senhor. “Nós não devemos voltar às costas ao chamado de Deus em nossas vidas. Sigamos em frente, não importam as circunstâncias. Ele está esperando no fim dessa Estrada da vida para pegar a sua mãe e dizer. ‘Bom trabalho, servo bom e fiel’. A Ele a Glória”.

Fonte: The Gospel Herald

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s