Guardas de fronteira da Turquia estão atirando e matando refugiados, denuncia ONG

De acordo com a Human Rights Watch, ao menos cinco requerentes de asilo foram mortos em um mês

ISTAMBUL — Guardas de fronteira da Turquia têm usado violência contra requerentes de asilo, chegando a matar e a ferir refugiados sírios a tiros, denunciou a Human Rights Watch nesta terça-feira. A ONG apelou às autoridades turcas para investigar o uso excessivo da força pelos policiais.

Em março e abril, ao menos cinco pessoas foram mortas, incluindo uma criança, e 14 ficaram gravemente feridas, de acordo com testemunhas e moradores sírios ouvidos pela organização.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia sustenta que o país mantém uma “política de portas abertas” para os refugiados sírios, apesar da construção de um novo muro na fronteira.

Fonte: O Globo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s