Mais de 10 mil imigrantes morreram no Mediterrâneo desde 2014, diz ONU

Número de vítimas fatais de perigosas travessias não para de crescer.

NOVA YORK — Desde 2014, mais de 10 mil pessoas morreram na tentativa de atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa, anunciou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). O índice evidencia a gravidade da crise migratória que atinge o continente. Muitas pessoas deixam seus países e enfrentam travessias perigosas em embarcações clandestinas na busca por abrigo em países seguros.

Em 2014, cerca de 3,5 mil pessoas morreram no Mediterrâneo e outras 3,7 mil no ano passado. Já em 2016, foram registradas 2,8 mil mortes, segundo a agência da Organização das Nações Unidas (ONU).

Desde 2014, o número de vítimas fatais no Mediterrâneo não para de aumentar, segundo o porta-voz. Nos últimos dias, a marca de 10 mil mortos foi superada.“O número de mortes no Mediterrâneo em 2016 supera em quase 1 mil pessoas o balanço do primeiro semestre de 2015, mas ainda faltam três semanas para o fim do primeiro semestre de 2016”, afirmou a OIM em um comunicado.

A organização também revelou detalhes sobre o naufrágio na semana passada de um barco de migrantes na costa de Creta. De acordo com a OIM, testemunhas afirmaram que ao menos 648 estavam a bordo da embarcação e 320 permanecem desaparecidas.

Na ocasião, cerca de 250 pessoas foram resgatadas, em uma grande operação no sul do Mediterrâneo. O incidente foi o terceiro em uma semana que envolveu resgate ou chegada de imigrantes à ilha.

A mídia grega relatou que o barco de madeira em que os imigrantes viajavam começou a encher de água durante a travessia. A polícia não precisou se o barco, que saiu da Turquia, segundo os passageiros, dirigia-se à Itália ou se havia mudado a rota para chegar à Grécia evitando patrulhas.

Centenas de milhares de pessoas, na maioria refugiados sírios, cruzaram o curto, porém perigoso, corredor marítimo da Turquia à Grécia no ano passado em pequenos barcos infláveis ou de madeira, mas a rota foi fechada após um acordo da Turquia com a União Europeia (UE) em março.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/mais-de-10-mil-imigrantes-morreram-no-mediterraneo-desde-2014-diz-onu-19456372#ixzz4Au9hN8GM
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s