As dificuldades da igreja na Mauritânia

O nível de analfabetismo é agravante, então mesmo que houvesse Bíblias para os fieis, eles não poderiam ler.

A igreja na Mauritânia sempre passou por grandes dificuldades. O país é muito fechado em todos os sentidos para os cidadãos em geral, e os cristãos enfrentam ainda o extremismo islâmico e o rigor das leis de apostasia. Como a constituição reconhece o islamismo como a única religião nacional, a prática do cristianismo é vista como um crime.

A nação também está entre as mais pobres do mundo, então a igreja é carente de recursos. O nível de analfabetismo é agravante, então mesmo que houvesse Bíblias para os fieis, eles não poderiam ler. Há necessidade de líderes com amplo conhecimento e experiência evangelística. Muitos cristãos ainda são influenciados pelo ambiente muçulmano e sequer conhecem o básico da Palavra, como os Dez Mandamentos, por exemplo, e a falta de conhecimento bíblico tem causado problemas éticos.

Há vários cristãos isolados em aldeias, alguns estão presos e sendo torturados. A pressão é realmente grande e a necessidade de orações é evidente. Como é impossível registrar uma igreja na Mauritânia, as reuniões são arriscadas, totalmente clandestinas e secretas. Sem liberdade de poder adorar a Deus, esses cristãos se esforçam para manter a fé.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/as-dificuldades-da-igreja-na-mauritania

Anúncios

Uma opinião sobre “As dificuldades da igreja na Mauritânia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s