Pesquisa mostra que a maioria dos franceses se opõe à venda de armas à coalizão contra o Iêmen liderada pela Arábia Saudita

Segundo pesquisa de YouGov divulgada pela Reuters, 75% dos franceses querem que o presidente Emmanuel Macron suspenda as exportações de armas para países, incluindo Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, envolvidos na guerra do Iêmen.

Macron tem sido pressionado para reduzir o apoio militar aos dois países do Golfo Pérsico devido à preocupação de que as armas francesas estejam sendo usadas na ofensiva que marca seu terceiro ano na segunda-feira.

Os dois Estados do Golfo Pérsico estão liderando uma coalizão que luta contra o grupo Houthi, alinhado com o Irã, que controla a maior parte do norte do Iêmen e da capital Sanaa. O conflito já matou mais de 10 mil pessoas e desalojou mais de três milhões.

A pesquisa mostrou que 88 % dos entrevistados acreditam que seu país deve parar as exportações de armas para todos os países onde há um risco de serem usadas ​​contra populações civis e especificamente 75 % para aqueles que operam no Iêmen.

Leia:  Daesh afirma tiro na França, não fornece provas

Sete em cada dez pessoas disseram que o governo deveria parar de exportar armas para a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

“Por ocasião do terceiro aniversário da guerra da Arábia Saudita no Iêmen, é hora de o governo (francês) ouvir essa mensagem”, disse Eoin Dubsky, gerente de campanha da ONG SumOfUs, que encomendou a pesquisa.

Emmanuel Macron, que se apresenta ao mundo como um presidente humanista, deve passar de palavras para ações.”

A pesquisa acontece enquanto alguns Estados europeus, especialmente a Alemanha, cortam laços com a coalizão militar liderada pela Arábia Saudita. França, Grã-Bretanha e os Estados Unidos não seguiram o exemplo.

A França é o terceiro maior exportador de armas do mundo e conta com a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos entre seus maiores compradores.

Leia:  Nenhum sinal da França revendo as vendas de armas para a coalizão liderada pelos sauditas do Iêmen – fontes

Ao contrário de muitos do seus aliados, os procedimentos franceses de licenciamento de exportação não têm freios ou contrapesos parlamentares, tornando o sistema particularmente opaco.

A pesquisa mostrou que 69% das pessoas queriam ver o fortalecimento do papel do parlamento francês no controle das vendas de armas.

A pesquisa foi realizada on-line entre 20 e 21 de março com uma amostra de 1.026 pessoas de várias vertentes da população francesa com 18 anos ou mais.

Com informações e imagens de Middle East Monitor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s