Prefeito antissemita de cidade francesa foi impedido de entrar em Israel

O prefeito de uma cidade francesa foi impedido de entrar em Israel depois que o prefeito de Dublin entrou sorrateiramente na semana passada.

O prefeito de Gennevilliers, Patrice Leclerc foi impedido de entrar em Israel na segunda-feira ao tentar ingressar no país a partir da Jordânia após o ministro do Interior Aryeh Deri emitir uma ordem para não permitir seu ingresso.

Em janeiro Leclerc, que é membro do Partido Comunista Francês, oficialmente reconheceu como um Estado os territórios ocupados por palestinos usando seus poderes de prefeito, informou La Figaro .

Esta não é a primeira vez que ele foi impedido de entrar em Israel, pois, em novembro, o conhecido defensor do BDS (Boicote, Desenvestimento e Sanções) não teve autorização para ingressar no país objetivando uma visita a outros prefeitos que desejavam demonstrar apoio ao terrorista palestino Marwan Barghouti na prisão israelense.

Em 11 de abril, as autoridades israelenses não conseguiram impedir que o prefeito de Dublin, Mícheál MacDonncha, entrasse no país, apesar de Deri ter emitido uma ordem semelhante, porque seu nome foi digitado incorretamente nos documentos submetidos ao ministério.

O erro estava em fornecer o nome de Donncha como Ardmhéara Mícheál MacDonncha, como aparece no site da Prefeitura de Dublin.

MacDonncha respondeu à notícia de não ter permissão para entrar no país com um tweet da cidade palestina de Ramallah informando ao mundo sua presença.

Com informações e imagem The Jerusalem Post

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s