França: Família judia obrigada a remover mezuzá do umbral de seu apartamento

Lembramos a você que nenhum objeto pessoal pode ser apresentado em áreas públicas, solicitamos que você mude a mezuzá para dentro; Obrigado pela sua compreensão.

A empresa que administra um complexo de apartamentos na França ordenou que uma família judia removesse uma mezuzá do batente da porta.

A Foncière Bergé Corp. citou seus regulamentos na semana passada em uma carta à família Saada em Montpelier, no sul da França, de acordo com o que parece ser uma cópia publicada no Twitter.

Durante uma inspeção em 5 de julho do setor imobiliário da empresa verificou-se que, “uma mezuzá foi encontrada à sua porta”, escreveu Fabienne Nourigat de seu departamento de aluguel à família em uma carta datada de 6 de julho. “Lembramos que nenhum objeto pessoal pode ser apresentado em áreas públicas e solicitamos que você remova a mezuzá para dentro de sua acomodação. Obrigado pela sua compreensão”.

O site de notícias Eretz apontou que os apartamentos no mesmo prédio têm capachos no lado externo da porta e os ocupantes não foram solicitados a removê-los.

A lei e os costumes religiosos judaicos exigem que as mezuzás sejam afixadas nas ombreiras das portas do lado externo do portal, segundo o rabino Shmuel Shapira, do grupo rabínico ortodoxo tzohar de Israel e outros.

Foncière Bergé não respondeu imediatamente ao pedido da JTA para comentar a situação nem a Eretz.

Mezuzá

Mordechai Sones
Com imagem e informações Arutz Sheva
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s