Estudo culpa “diferenças religiosas” pela intolerância em Londres contra homossexuais

Os londrinos são o grupo regional menos provável no Reino Unido a aceitar o sexo pré-matrimonial e a homossexualidade, com os pesquisadores culpando as “diferenças religiosas” pela discrepância com o resto do país.

As descobertas foram reveladas em um estudo da British Social Attitudes, publicado na quarta-feira, e conduzido para o Trust for London.

A capital tem população 12,4 % muçulmana, a maior proporção no Reino Unido, com uma média de 4,8% na Inglaterra e no País de Gales. Londres também tem a menor proporção de cristãos, com menos da metade seguindo a religião tradicional do país, diz o estudo.

Como resultado, apenas 73% dos moradores da cidade dizem que o sexo antes do casamento raramente ou nunca está errado e apenas 67% dizem o mesmo sobre a homossexualidade.

O baixo nível de tolerância em comparação com o resto do país é apesar da cidade ter o maior número de casais do mesmo sexo no país, os pesquisadores apontam, dizendo que o conservadorismo social da cidade é “em grande parte impulsionado por fatores religiosos”.

“Controlando a religião, um fator significativamente correlacionado com as perspectivas em relação ao sexo pré-marital, as diferenças entre Londres e outras regiões tornaram-se estatisticamente não significativas”, diz o documento .

Trust for London@trustforlondon

Londoners are less likely than people from any other region to believe that “pre-marital sex is rarely/never wrong”.

O relatório acrescenta: “A única exceção foi o Sul, onde os indivíduos tinham 14 pontos percentuais mais propensos a ter uma visão tolerante em relação ao sexo antes do casamento, mesmo depois de levar em conta a religião”.

De fato, a região que tem as visões mais “liberais” sobre sexo e sexualidade era predominantemente rural do País de Gales, onde 93 % acreditavam que o sexo antes do casamento era raramente ou nunca errado e 74% eram bons com a homossexualidade. Coincidentemente, o País de Gales também tem a maior proporção de residentes em qualquer região britânica que nasceram no Reino Unido.

A cidade, no entanto, também é muito “liberal” em algumas áreas, com os londrinos “menos propensos a estar no fim autoritário da escala liberal-autoritária… e eram mais propensos a cair na extremidade liberal do espectro em comparação com outras regiões na Grã-Bretanha.”

“A análise do liberalismo social entre os londrinos revelou algo de um paradoxo”, concluem os pesquisadores.

Os londrinos, juntamente com os escoceses, também foram mais propensos a cair no fim da escala pró-bem-estar, além de serem mais esquerdistas. Em outra flagrante contradição, apesar de ser a região que acreditava ser a mais politicamente engajada, era também a área em que as pessoas eram menos propensas a votar no referendo Brexit.

Na cidade, 38% acreditam que os benefícios sejam muito altos, juntamente com 43% dos escoceses. Isso se compara com 48% e 54% em outras regiões.

Com imagem e informações Breitbart

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s