Padre grego espancado por requerentes de asilo na frente de sua igreja

Um padre ortodoxo grego foi espancado por dois requerentes de asilo sírios na frente de sua própria igreja.

O sacerdote observou os migrantes estacionamento suas motocicletas no pátio do santuário de São Nicolau, em Patisia, um bairro de Atenas, na sexta-feira à tarde, e foi até eles para convencê-los a retirará-las do local, segundo o jornal  Proto Thema relata .

Depois de uma troca de palavras acalorada, diz-se que os sírios deram um soco no padre e depois fugiram. Inicialmente, a polícia prendeu dois suspeitos e interrogou-os na delegacia de Agios Panteleimonas, mas deixou-os ir devido à falta de provas.

Não muito tempo depois que os suspeitos iniciais foram libertados, os perpetradores chegaram à delegacia de polícia e se renderam às autoridades.

Breitbart London@BreitbartLondon

Lesbos: Huge Christian Cross Destroyed After Migrant NGO Demanded Removal of ‘Crusader Tool’ https://www.breitbart.com/europe/2018/10/15/lesvos-cross-destroyed-migrant-ngo/ 

Lesbos: Huge Christian Cross Destroyed After Migrant NGO Demanded Removal of ‘Crusader Tool’ |…

Greek islanders reacted with anger to the destruction of a large stone cross after a migrant NGO said it promoted “hate” against migrants.

breitbart.com

O ataque acontece apenas meses após a destruição de uma cruz de pedra em Lesbos, que ONGs de esquerda pró-migrantes já haviam pedido para serem removidas, alegando que a cruz promovem “ódio” contra os imigrantes na ilha, que abriga um grande campo de imigrantes.

Em outros países europeus, a violência anticristã por migrantes tornou-se uma questão importante, como na Alemanha, onde o arcebispo católico Ludwig Schick fez questão no ano passado de condenar a violência dirigida a cristãos e convertidos por imigrantes extremistas islâmicos.

O Departamento de Polícia Criminal Federal alemão (BKA) também revelou que em 2017 houve cerca de 100 ataques de ódio contra cristãos no país, com pelo menos 14 casos envolvendo requerentes de asilo e refugiados, incluindo o assassinato de um cristão convertido.

Em 2017, a França também relatou um enorme surto de ataques anticristãos com o Ministério do Interior, alegando que incidentes anticristãos aumentaram 245%  desde 2008 – enquanto ataques racistas, anti-muçulmanos e anti-semitas caíram durante o mesmo período.

Breitbart London@BreitbartLondon

Poland, Hungary Veto EU Human Rights Report Which Ignores Christian and Jewish Persecution https://www.breitbart.com/london/2018/10/12/poland-hungary-veto-eu-human-rights-report-ignores-christian-jewish-persecution/ 

Poland, Hungary Veto EU Human Rights Report Which Ignores Christians and Jews

The EU’s report on civil rights will be vetoed by Poland and Hungary for failing to mention the growing persecution of Christians and Jews.

breitbart.com

Com imagem e informações Breitbart

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s