Arquivo da categoria: Ásia

Como vivem os cristãos no Tajiquistão

Perseguidos pelas autoridades policiais, muitos são agredidos e presos injustamente; ore pelos cristãos tajiques, para que permaneçam em Cristo apesar das dificuldades.

Não é tarefa simples seguir o cristianismo em países da Ásia Central. Entre as dificuldades está a falta de segurança, a pressão vinda da sociedade e os desafios para evangelizar são enormes, já que a base comunista do governo não permite a presença de igrejas no país.

Clandestinamente, os cristãos praticam sua fé com a ousadia que o Espírito Santo lhes dá. Perseguidos pelas autoridades policiais, muitos são agredidos e presos injustamente. Ore pelos cristãos tajiques, para que permaneçam em Cristo, mesmo em meio a tantas dificuldades.

A identidade tajique está associada a ser muçulmano. Consequentemente, mudar de religião é um ato de rebeldia e desonra aos familiares. Há pouco tempo, uma jovem foi agredida violentamente pelo próprio irmão, logo após ela aceitar Jesus como seu salvador. E essa não é uma cena isolada, há muitos outros casos semelhantes a este. “Eu sei que Jesus é o meu escudo e meu abrigo. Ele nunca vai me abandonar, mesmo se o mundo inteiro estiver contra mim”, disse uma cristã perseguida do Tajiquistão. Ore por essa nação.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/12/como-vivem-os-cristaos-no-tajiquistao

Brunei: sharia pode punir cristãos que insistem em evangelizar

As novas penalidades da lei islâmica que estão sendo inseridas aos poucos na Constituição vão acrescentar punições corporais graves, como flagelação e apedrejamento.

Depois da segunda fase da implantação da lei sharia no país, a igreja passou a seguir regras ainda mais restritas e perigosas. Igrejas sempre foram consideradas ilegais, os cristãos sempre foram atacados, mas as novas penalidades da lei islâmica que estão sendo inseridas aos poucos na Constituição vão acrescentar punições corporais graves, como flagelação e apedrejamento.

Para atrair as pessoas ao islã e evitar que pratiquem o cristianismo, os líderes muçulmanos estão investindo de várias formas. Todos os dias nos jornais locais há relatos de convertidos ao islã que receberam presentes e apoio financeiro. Em contrapartida, os cristãos são proibidos de evangelizar e são punidos severamente caso desobedeçam.

A hostilidade contra os cristãos é sentida fortemente no pequeno país que ocupa a 25ª posição na Classificação da Perseguição Religiosa. Mesmo assim, a igreja continua perseverante e cresce, na graça e no conhecimento.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/12/sharia-pode-punir-cristaos-que-insistem-em-evangelizar

Cristã indiana é atacada por extremistas islâmicos

Samari e seu filho compartilhavam o evangelho na pequena aldeia onde moravam; por se tratar de uma região onde há poucos cristãos, o ambiente era perigoso e hostil.

Recentemente, Samari Kasabi, uma cristã indiana de 55 anos foi atacada por extremistas islâmicos até a morte. Ela e seu filho Sukura compartilhavam o evangelho em sua aldeia. Por se tratar de uma região onde há poucos cristãos, o ambiente era perigoso e hostil.

Segundo fontes locais, os rebeldes estavam procurando o jovem Sukura, mas como ele não estava em casa, sua mãe foi arrastada para fora e atacada violentamente. Infelizmente ela não resistiu aos graves ferimentos.

Na aldeia, eles eram os únicos cristãos declarados. Outras três famílias que também estavam convertidas ao cristianismo decidiram voltar atrás da decisão por causa da perseguição severa que a igreja enfrenta no país.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/12/crista-indiana-e-atacada-por-extremistas-islamicos

Cristãos são detidos durante um culto a Deus

Eles só poderão ser liberados após o pagamento de uma multa no valor de 1500 manats (moeda azerbaijana), equivalente a 3 mil reais, o que representa um valor muito alto para eles.

Nos últimos dias, em uma das aldeias do Azerbaijão, mais de 30 cristãos, entre eles homens, mulheres e crianças, se reuniram na casa de um dos líderes para adorar a Deus. Quando um grupo de 15 policiais chegou e exigiu que a reunião fosse cancelada imediatamente por se tratar de um “encontro ilegal” de acordo com as leis do país.

Como a igreja não possui um registro oficial, todos os membros foram interrogados. Os policiais fizeram uma lista com todos os nomes, anotando inclusive os dados de todos os documentos, incluindo o passaporte. De todo o grupo, 26 pessoas foram levadas à delegacia e somente 22 liberadas depois de assinarem uma declaração, no final da noite.

As outras 4 ficaram detidas, entre elas o pastor Azam* e sua esposa Halifa*. Os outros dois eram membros da igreja. Ambos só poderão ser liberados após o pagamento de uma multa no valor de 1500 manats (moeda azerbaijana), equivalente a 3 mil reais, o que representa um valor muito alto para eles.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/12/cristaos-sao-detidos-durante-um-culto-a-deus

Maldivas: cristãos podem ser ainda mais pressionados

O governo das Maldivas decidiu deixar a “Comunidade das Nações”, uma organização que garantia a democracia e os direitos humanos no país..

Recentemente, o governo das Maldivas decidiu não fazer mais parte do movimento Commonwealth of Nations (Comunidade das Nações), uma organização intergovernamental, composta por 53 países membros (agora 52) que buscam a paz mundial, entre outros objetivos que envolvem valores comuns, democracia, direitos humanos e boa governança. A decisão da liderança do país poderá prejudicar ainda mais a situação dos cristãos.

“Deixar a Comunidade significa que haverá menos monitoramento dos abusos contra os direitos humanos e menos segurança para a comunidade cristã. Agora a paranoia do presidente Abdulla Yameen poderá impulsionar ainda mais a repressão sobre todos os cidadãos”, comenta um dos colaboradores da Portas Abertas que atua na nação.

O Parlamento das Maldivas alega que a Comunidade das Nações interferia nos “assuntos domésticos” do país, ameaçando a soberania do governo e também sua independência. Antes dessa decisão, porém, as Maldivas estavam sendo pressionadas por um “grave déficit democrático”, ou seja, suas leis são tão complexas que os direitos dos cidadãos se tornaram inacessíveis, principalmente aos cristãos.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/cristaos-podem-ser-ainda-mais-pressionados

Cazaquistão: cristão cumpre pena de 2 anos em razão de sua fé

“Enquanto trabalhava, ele distribuía materiais evangelísticos e pregava o evangelho; ao que parece, alguma pessoa do governo ‘não gostou’ de suas ações e o denunciou”.

Yklas Kabduakasov é um cristão cazaque que está cumprindo uma pena de 2 anos. Em agosto de 2014, ele foi preso por supostamente “incitar o ódio” em seu país, praticando uma “religião extremista”, no caso o cristianismo, e por “distribuir materiais religiosos ilegalmente”. Yklas tem 54 anos, é casado e tem 8 filhos. Atualmente, sua família vive da ajuda de outros cristãos.

“É tão óbvio que o caso do Yklas foi ‘fabricado’ pelos policiais. Segundo as investigações tendenciosas, ele estava em um apartamento alugado em Astana, capital do país, onde realizava palestras para estudantes de uma Universidade e ali ‘incitou o ódio’ contra o islamismo. Ele é conhecido como uma pessoa sincera e piedosa e também era um bom trabalhador”, comenta um dos colaboradores da Portas Abertas.

Ainda segundo o colaborador, Yklas era ex-boxeador, trabalhava como segurança em um canteiro de obras e era um fiel seguidor de Cristo. “Enquanto trabalhava, ele distribuía materiais evangelísticos e pregava o evangelho. Ao que parece, alguma pessoa do governo ‘não gostou’ de suas ações e o denunciou”, diz. Interceda por ele e pela igreja no Cazaquistão. 

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/cristao-cumpre-pena-de-2-anos-por-seguir-a-cristo

Governador cristão será julgado por blasfêmia

Através de um vídeo montado, imagens de Ahok “insultando o islã” foram divulgadas no Facebook e causou revolta nos muçulmanos.

Na Indonésia, milhares de manifestantes islâmicos bloquearam as ruas de Jacarta para protestar contra o governador cristão Ahok (Basuki Tjahaja Purnama). Eles alegam que o governador insultou o islã através de um vídeo que foi divulgado no Facebook pelo professor de comunicação Buni Yanu, no qual Ahok “parece” fazer ofensivas contra os muçulmanos. O que ocorre na realidade é que o vídeo era uma montagem e uma manipulação para criar essa situação.

O próprio autor do vídeo, o professor, admitiu que adulterou as imagens. Mesmo assim, Ahok será julgado por blasfêmia e poderá enfrentar até 5 anos de prisão, caso seja considerado culpado. O resultado das manifestações foram 100 pessoas feridas, 3 veículos incendiados e outros 18 seriamente danificados.

Desde que Ahok se candidatou à reeleição, em fevereiro do ano passado, os militantes islâmicos estão agitados na Indonésia. “O fato de o governador ser cristão e etnicamente chinês, é na verdade um insulto aos muçulmanos. Eles já anunciaram uma nova manifestação para hoje (25) e parece que estão usando Ahok como um trampolim para desestabilizar o atual governo. É uma pressão não democrática e também perigosa para a comunidade cristã no país”, conclui um dos colaboradores da Portas Abertas.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/governador-cristao-sera-julgado-por-blasfemia

Cristãos são tratados como cidadãos de segunda classe

Uma comunidade indígena de maioria cristã foi expulsa de suas terras com violência; três pessoas morreram durante o confronto e dezenas ficaram feridas.

No início do mês, houve um grande conflito entre uma comunidade indígena de maioria cristã e trabalhadores de uma usina de açúcar, na cidade de Rangpur. Cerca de 2.500 pessoas foram expulsas das terras de seus ancestrais com a ajuda da polícia local. Enquanto os trabalhadores se empenham na plantação de cana de açúcar, os cristãos passam agora por uma crise financeira inesperada.

Infelizmente, durante o confronto, 3 cristãos morreram, muitos ficaram feridos e 30 estão desaparecidos. Os agressores saquearam as casas, levaram o gado e incendiaram cerca de 600 moradias. Sabe-se que estes agressores foram enviados por uma empresa com a aprovação de um parlamentar. “Agora estamos vivendo em uma aldeia, fomos proibidos pelo governo de sair daqui e não temos como encontrar trabalho para o sustento de nossas famílias”, disse Emmanuel que é pai de três filhos.

As terras que foram tomadas desses cristãos e que historicamente pertenciam a seus ancestrais, foi comprada pelo governo em 1952 para uma lavoura de cana de açúcar. “Parece que o acordo entre as partes não foi cumprido. Era uma questão de tempo para que as terras fossem tomadas por autoridades agrícolas. E já que os cristãos em Bangladesh são vistos como cidadãos de segunda classe, eles sequer tentaram um acordo”, conclui um dos colaboradores da Portas Abertas.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/cristaos-sao-tratados-como-cidadaos-de-segunda-classe

Muçulmanos paquistaneses forçam centenas de cristãos a beber água contaminada por esgoto como vingança

Shoebat – Os cristãos nomearam recentemente seu próprio candidato político para as eleições locais na vila paquistanesa de Jhang. Eles disseram que era porque havia muitos deles na área e precisavam de representação entre os muçulmanos. Em vingança, os muçulmanos permitiram e encorajaram os moradores locais a despejarem seus esgotos, onde os cristãos recebem suas águas. Centenas de pessoas foram afetadas e ficaram doentes com isso:

Comunidade cristã que reside na Colônia Cristã de Jhang forçada a beber água contaminada com esgoto. Os cristãos locais alegam que a contaminação é deliberada e é uma represália à nomeação de um candidato independente nas eleições. O bairro é o lar de cerca de 530 famílias cristãs.

Anteriormente, o esgoto de toda a cidade era lançado no Ayub Chowk, no entanto um novo projeto foi efetivado e o esgoto foi lançado em um lago perto de Ayub Chowk. O projeto não foi concluído em devido tempo devido o fato do esgoto estar sendo deixado na vala a poucos metros da colônia cristã, o que está causando uma contaminação do esgoto no abastecimento de água para o bairro cristão.

Antecipando os efeitos radicais do esgoto sendo descartado na trincheira perto de seu bairro, os cristãos haviam organizado protestos, acessaram tribunais locais e imploraram líderes políticos locais. Eles pediram aos líderes locais que considerassem sua decisão de despejar esgoto perto da Colônia Cristã.

Os cristãos locais afirmam que uma queixa política causou a negligência das autoridades políticas locais. Na eleição local realizada em outubro de 2015, os cristãos exigiram que um candidato cristão deveria ser autorizado a participar para a cadeira de presidente, pois há um número significativamente grande de cristãos na área.

“Nossa demanda foi ignorada pelos líderes políticos locais”, disseram. Conseqüentemente, os cristãos locais nomearam Safdar Masih, um residente cristão como seu candidato para as eleições de corpo local. “Nossa luta por nosso próprio representante semeou discórdia entre nós e as autoridades políticas locais”.

É por isso que eles não estão dispostos a ouvir a nossa súplica. As autoridades estão relutantes em fornecer um projeto de filtragem, apesar do fato de que o esgoto agora começou a se misturar com o fornecimento de água para a comunidade cristã. Esta água contaminada já causou surto de várias doenças, enquanto as autoridades não estão dispostos a nos ajudar, os moradores da Colônia Cristã se queixam. (fonte)

Esta é a vida dos cristãos sob o domínio islâmico. Você é tratado como esgoto e às vezes, mesmo forçado a beber esgoto.

Muslims Force Hundreds Of Christians To Drink Filthy Sewage-Contaminated Water And Get Sick In Revenge For Christians Nominating Christian Politician In Local Election

Bombardeio em igreja atinge quatro crianças

“Elas estavam brincando do lado de fora da igreja e faltavam poucos minutos para terminar as atividades dominicais, quando coquetéis molotov foram jogados no estacionamento”.

Um bombardeio a uma igreja na Indonésia, em Samarinda, feriu gravemente quatro crianças. O ataque aconteceu no último domingo. Uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital, na manhã da segunda-feira. “As crianças estavam brincando do lado de fora da igreja e faltavam poucos minutos para terminar as atividades dominicais, quando coquetéis molotov foram jogados no estacionamento”, disse uma fonte local.

Policiais indonésios relataram que o autor do crime estava em uma moto e que usava uma camiseta com a inscrição “jihad”. Ele foi detido e o motivo do incidente ainda não foi esclarecido por ele. Sabe-se que o homem já esteve envolvido em dois outros ataques, um deles no complexo do Centro de Investigação de Ciência e Tecnologia e o outro numa igreja que fica na província de Banten, ambos em 2012.

Esse recente ataque contra cristãos na Indonésia ilustra o nível de perseguição no país que ocupa a 43ª posição na atual Classificação da Perseguição Religiosa. A pressão islâmica sobre o cristianismo tem afetado até mesmo o meio político, onde a população muçulmana é condicionada a pensar que os candidatos cristãos são contra o islã e que votar neles é uma traição à Maomé. Enquanto isso, a luta continua para manter as igrejas abertas com suas atividades religiosas.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/bombardeio-em-igreja-atinge-quatro-criancas