Arquivo da categoria: Coreia do Sul

Coreia do Norte ameaça Seul e EUA com ataque nuclear preventivo

Ataque viria como resposta ao exercício militar que os países começarão.
Há alguns dias, outra ameaça foi feita após aumento de sanções.

A Coreia do Norte ameaçou a Coreia do Sul e os Estados Unidos com um ataque nuclear preventivo, como resposta ao exercício militar conjunto que os países começarão na segunda-feira (7).

Pyongyang alertou que está preparado para lançar “um ataque nuclear preventivo”, em uma declaração emitida pela Comissão Nacional de Defesa, que foi publicada pela agência de notícias oficial KCNA.

Essa advertência se produz alguns dias depois de que o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, ameaçou recorrer a um ataque nuclear depois que a ONU aumentou as sanções contra seu regime.

A resolução do Conselho de Segurança da ONU foi uma resposta aos ensaios nucleares e balísticos lançados por Pyongyang.

No comunicado citado pela KCNA, o Comando Supremo do Exército Popular Coreano afirma que essas sanções “escandalosas” levam “essa terra a ferver como um caldeirão de batalha”.

No comunicado as manobras militares conjuntas anuais de Washington e Seul são apontadas como “um exercício de guerra nuclear disfarçado”. “Este ataque nuclear (…) mostrará claramente aos partidários da agressão e da guerra a força militar da Coreia do Norte”, alerta o Comando Supremo.

“Devemos estar sempre prontos, a cada instante, para utilizar nosso arsenal nuclear”, declarou na última sexta-feira o líder norte-coreano Kim Jong-un citado pela KCNA.

kim

Advertências
A retórica belicosa é uma constante do regime mais isolado do mundo quando as tensões aumentam com Seul. Pyongyang dispõe de um pequeno arsenal nuclear, mas os especialistas se dividem quanto a sua capacidade.

“Se apertamos os botões para aniquilar nossos inimigos (…), todos as origens das provocações serão reduzidas em um instante a oceanos de chamas e cinzas”, provocou o Comando Supremo do Exército Popular Coreano.

No passado, a Coreia do Norte advertiu sobre possíveis ataques, uma prártica habitual em períodos de tensão com Seul.

O exercício anual conjunto entre Seul e Washington dura várias semanas, com a participação de milhares de soldados.

Para Pyongyang, essas práticas são uma provocação, embora a Coreia do Sul e os Estados Unidos ressaltem sua finalidade defensiva.

Fonte: Globo.com

Anúncios

Atrito entre China e Coreia do Norte pode atingir cristãos

Sendo a China o único país aliado da Coreia do Norte, o rompimento de laços políticos faria a Coreia entrar em colapso

Na China, foi detectado um aumento da interferência de sinais de celulares, próximo à fronteira com a Coreia do Norte. De acordo com o veículo de comunicação NK Daily, isto levou o governo chinês a emitir uma queixa oficial contra o governo coreano. “A interferência de sinais de telefonia móvel já existe há algum tempo, e todos sabem que faz parte de uma prática comum para as autoridades norte-coreanas, já que eles têm um grande problema de fornecimento de energia”, comenta um dos analistas de perseguição.

21-china-0300100120As deficiências na infraestrutura energética da Coreia do Norte já são bem conhecidas pelo mundo todo, desde que uma imagem captada por satélites da NASA mostrou um visual chocante sobre o problema que aquela população enfrenta. Vista do espaço, a Coreia se torna um fantasma mergulhado na escuridão, onde é possível apenas vislumbrar um pequeno foco de luz vindo da capital, Pyongyang, centro do regime. Em contraste, a Coreia do Sul aparece plenamente iluminada. O fato deste problema estar se estendendo para a China, está intrigando o presidente Xi Jinping.

“Quando os cidadãos começaram a queixar-se e as autoridades chinesas, finalmente exigiram uma ação por parte dos norte-coreanos, Jinping exigiu uma ação corretiva de Kim Jong-un. Este é só um dos problemas que ocasiona o atrito entre os países. Lembrando que 80% da energia da Coreia vêm da China e 20% dos alimentos também, o restante é praticamente fornecido pela ONU”, diz o analista. O atrito entre os dois países pode atingir ainda mais os cristãos, já que a China é o único aliado importante da Coreia do Norte, onde a maioria da população, principalmente os cristãos, já vive em situação de extrema pobreza. “Por outro lado, se a Coreia entrar em colapso, possibilitará que milhares de pessoas busquem abrigo em Pequim, capital chinesa, onde a perseguição religiosa não é tão severa e isto seria um grande alívio para os cristãos que conseguirem fugir”, conclui o analista.

Pedidos de oração

  • Ore pela situação política dos dois países, para que as ações do governo não venham prejudicar ainda mais os cristãos que vivem neles.
  • Peça para que Deus continue dando forças para os cristãos que vivem encarcerados, para que mantenham a fé em Cristo, acima de tudo.
  • E lembre-se também de orar pelos perseguidores, para que, de alguma forma, o amor de Cristo possa tocá-los e transformá-los. Pode parecer impossível aos nossos olhos, mas para Deus não há impossíveis.

Fonte: Portas Abertas

 

Agência de Espionagem de Seul: Coreia do Norte arquiteta ataque terrorista na Coréia do Sul

O líder norte-coreano Kim Jong Un está declaradamente preparado para lançar um ataque terrorista contra a Coreia do Sul, de acordo com altos oficiais em Seul.

Em mensagem televisionada, o oficial sênior presidencial da Coreia do Sul, Kim Sum-woo disse que a agência espiã da Coreia do Norte começou a trabalhar na implementação da ordem de Kim Jon Un para “reunir capacidades terroristas anti-Sul que podem representar uma ameaça direta para à nossas vida e segurança”.

Ele disse que a possibilidade de ataque norte-coreano “está crescendo mais do que nunca” e pediu para ser agilizada a passagem de um projeto de lei anti-terrorismo no parlamento.

As preocupações sobre o Norte continuam a crescer após seu recente teste nuclear e lançamento do foguete no início deste ano.

Autoridades de inteligência sul-coreanas dizem que a agência de espionagem de Un começou a executar a sua ordem de realizar ataques cibernéticos entre outros na Coreia do Sul.

O Norte tem uma história de ataques ao Sul. Em 2010, o Norte disparou na ilha, matando quatro sul-coreanos – e em 1987 eles bombardearam passageiros de um voo da Coreia do Sul no qual matou todas as 115 pessoas a bordo.

No entanto, o que confirma as afirmações de que a Coreia está preparando outro ataque é quase impossível. A autoridade sul-coreana não disse de onde a informação recente veio.

Fonte: CBN News