Arquivo da tag: #autoritarismo

Polícia turca invade maior jornal do país

Tribunal passa controle de periódico crítico ao governo para administrador público. Manifestantes tentam impedir invasão e são dispersos com violência. Organizações internacionais condenam medida.

A polícia turca usou gás lacrimogêneo e jatos d’água para dispersar manifestantes que tentavam impedir nesta sexta-feira (04/03) que as autoridades assumissem o controle do jornal de maior circulação no país, o Zaman, de posição crítica ao governo do presidente Recep Tayyip Erdogan.

A polícia invadiu a sede do Zaman, após a decisão de um tribunal de Istambul que ordenou que a administração do grupo de mídia fosse passada para uma gestão pública escolhida pelas autoridades. O jornal é acusado de ligação com o líder islâmico e opositor do presidente turco Fethullah Gülen. A medida também afeta a versão em inglês do periódico e uma agência de notícia do grupo.

Centenas de pessoas se reuniram em frente à sede do jornal para protestar contra a decisão. O editor-chefe do jornal, Abdulhamit Bilici, afirmou, após o anúncio do tribunal, que era “um dia negro para a democracia” na Turquia.

“Se tornou um hábito nos últimos três, quatro anos. Todos que se manifestam contrários às políticas do governo enfrentam processos judiciais, prisão ou o controle do governo”, disse Bilici. O Zaman é o jornal mais vendido na Turquia, com uma circulação diária de 650 mil exemplares.

A decisão foi condenada por organizações internacionais de direitos humanos. “Vejo uma interferência séria na liberdade de imprensa que não deveria ocorrer em uma sociedade democrática. Essa é a mais recente restrição inaceitável e indevida da liberdade de impressa na Turquia”, afirmou o comissário de Direitos Humanos do Conselho da Europa, Nils Muiznieks.

A organização Repórteres sem Fronteiras criticou duramente a medida e acusou Erdogan de estar “se movendo do autoritarismo ao despotismo completo”.

“Estrutura paralela”

Gülen, que já foi um apoiador de Erdogan, entrou em guerra com o governo em 2013, quando promotores iniciaram uma investigação de corrupção envolvendo pessoas próximas ao presidente turco.

Desde então, Erdogan acusa Gülen de ter influência em tribunais, na polícia e na mídia, formando uma “estrutura paralela” com o propósito de derrubar o governo. Vários policiais e oficiais de Justiça, suspeitos de ligação com Gülen, foram afastados. Exilado nos Estados Unidos desde 1999, o opositor nega as acusações.

CN/rtr/ap

http://www.dw.com/pt/pol%C3%ADcia-turca-invade-maior-jornal-do-pa%C3%ADs/a-19095750

Anúncios

Um novo regime autoritário no Turcomenistão

Atualmente, há pelo menos dois acontecimentos notáveis no Turcomenistão: o primeiro é o culto ao presidente e o segundo é a alteração da Constituição do país

No final de junho, o jornal Asia News e a rádio Free Europe informaram que as autoridades do Turcomenistão revelaram uma estátua gigante do presidente Gurbanguly Berdymukhamedov, onde ele está montado num cavalo, segurando uma pomba e coberto com uma camada de ouro de 24 quilates.

Um novo culto à personalidade foi lançado. Uma estátua será a primeira edificação a ser erguida em Ashgabat, capital do país, no mesmo momento em que milhares de casas estão sendo derrubadas. Segundo o Asia News, a Comissão Constitucional do Turcomenistão vai levar em consideração duas alterações na Constituição do país: a primeira é para estender o mandato presidencial de 5 para 7 anos; a segunda é para eliminar o limite de idade de 70 anos para os detentores de cargos presidenciais.

Segundo Rolf, analista de perseguição da Portas Abertas: “Embora não haja uma mudança de governo no Turcomenistão, a igreja pode ser confrontada com mais resistência. O regime parece ser muito mais assertivo do que antes, e isso pode refletir sobre a liberdade de religião, em geral. O regime vai se esforçar para que haja harmonia no país, mas o evangelismo cristão para a população muçulmana será considerado como uma ameaça. É evidente que haverá mais restrições para os cristãos”.

O Turcomenistão ocupa a 20ª posição na Classificação da Perseguição Religiosa. Saiba mais sobre o país.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2015/07/um-novo-regime-autoritario-no-turcomenistao