Arquivo da tag: #Brunei

Brunei vai instaurar a Lei Sharia e punir sexo gay com apedrejamento

Ativistas estão divulgando os planos de Brunei para implementar a lei da Sharia, que puniria o sexo gay por lapidação.

A pequena nação asiática tornou-se a primeira na região a pôr em prática a lei religiosa muçulmana, em 2014. O sexo gay já é punido com até dez anos de prisão, mas as novas leis acrescentariam chicotadas e apedrejamentos às punições para aqueles considerados culpados.

Embora a intenção original fosse introduzir a lei da Sharia em três fases, ela nunca passou da primeira fase, devido aos apelos internacionais.

Essas duas etapas atrasadas estão marcadas para entrar em vigor em 3 de abril, de acordo com vários grupos de direitos humanos, segundo a  Reuters .

O Projeto Brunei, o ASEAN SOGIE Caucus e o OutRight Action International confirmaram a notícia.

Imagem South China Morning Post e informações Richard Dawkins Foundation

Brunei: sharia pode punir cristãos que insistem em evangelizar

As novas penalidades da lei islâmica que estão sendo inseridas aos poucos na Constituição vão acrescentar punições corporais graves, como flagelação e apedrejamento.

Depois da segunda fase da implantação da lei sharia no país, a igreja passou a seguir regras ainda mais restritas e perigosas. Igrejas sempre foram consideradas ilegais, os cristãos sempre foram atacados, mas as novas penalidades da lei islâmica que estão sendo inseridas aos poucos na Constituição vão acrescentar punições corporais graves, como flagelação e apedrejamento.

Para atrair as pessoas ao islã e evitar que pratiquem o cristianismo, os líderes muçulmanos estão investindo de várias formas. Todos os dias nos jornais locais há relatos de convertidos ao islã que receberam presentes e apoio financeiro. Em contrapartida, os cristãos são proibidos de evangelizar e são punidos severamente caso desobedeçam.

A hostilidade contra os cristãos é sentida fortemente no pequeno país que ocupa a 25ª posição na Classificação da Perseguição Religiosa. Mesmo assim, a igreja continua perseverante e cresce, na graça e no conhecimento.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/12/sharia-pode-punir-cristaos-que-insistem-em-evangelizar

Novas regras para a igreja em Brunei

É de se esperar que a situação fique um pouco mais complicada para os bruneanos que professam a fé cristã.

Em 2014, entrou em vigor a primeira fase da aplicação da sharia (lei islâmica) no país, incluindo castigos corporais, como açoitamento e apedrejamento e uma série de novos regulamentos que vão contra as atividades da igreja no país. Proibição da propagação do evangelho e a proibição do uso de algumas palavras islâmicas como Allah (Deus), por exemplo, estão entre as novas regras.

A segunda fase da implantação da sharia começou no início do segundo semestre. É de se esperar que a situação fique um pouco mais complicada para aqueles que professam a fé cristã. Antes mesmo da conclusão desse processo, a situação já era bem crítica e os cristãos já eram pressionados. A própria conversão ao cristianismo é considerada também uma forma de adultério. Os cristãos estão em oração para que haja uma intervenção divina.

Brunei é um país pequeno e um Estado soberano que fica na costa Norte da ilha de Bornéu, no Sudeste Asiático. Ocupando o 25º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa, é uma nação onde os cristãos não são bem vindos, sequer podem ler suas Bíblias e muito menos construir igrejas. A população é estimada em 429 mil pessoas, das quais 58,1 mil professam a fé cristã.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/11/novas-regras-para-a-igreja-em-brunei

País aguarda a segunda fase da implantação da sharia

A continuação do processo de implantação das leis islâmicas sofreu certo atraso e as minorias religiosas estão vivendo um período de grande tensão

28 Brunei_2014_0380100625

De acordo com informações do Brunei Times, a segunda fase da implantação da lei sharia no país terá início no próximo mês de junho. A sharia é o nome que se dá às leis islâmicas que são inseridas à sociedade juntamente com a religião, com base no alcorão e nas opiniões de líderes religiosos. Brunei é o 25º país da atual Classificação da Perseguição Religiosa, onde o evangelho é totalmente proibido. Por lá, as igrejas não registradas são consideradas seitas ilegais e os muçulmanos convertidos ao cristianismo precisam levar uma vida religiosa secreta, para que não corram risco de vida.

“A continuação do processo de implantação das leis islâmicas sofreu certo atraso e as minorias religiosas estão vivendo um período de grande tensão. Antes mesmo da conclusão desse processo, a situação já era bem crítica e a comunidade cristã, em especial, já se sente pressionada pela sociedade. Dizem que a demora foi por conta de algumas negociações feitas entre o governo e a Parceria Transpacífico”, comenta um dos analistas de perseguição. Parceria Transpacífico é um acordo de livre-comércio estabelecido entre os doze países banhados pelo Oceano Atlântico com o objetivo de promover o crescimento econômico dos envolvidos, a saber: Brunei, Chile, Nova Zelândia, Singapura, Austrália, Canadá, Japão, Malásia, México, Peru, Estados Unidos e Vietnã.

Segundo o analista: “Mesmo que esse não seja o motivo, a coincidência é notável. O Sudão chegou a repreender as autoridades do país por ainda não terem inserido integralmente a sharia. Suas observações adicionais sobre a educação religiosa e a propagação islâmica mostram o crescente conservadorismo do governante autocrático. Seja lá como for, em breve vão retomar esse assunto e os cristãos estão em oração para que haja uma intervenção divina”, diz ele. Nos países em que a sharia já vigora, aqueles que não comparecem às orações islâmicas devem pagar multas e os crimes como roubo e adultério são punidos com pena de morte. Lembrando que, a conversão ao cristianismo é considerada também uma forma de adultério. Em suas orações, interceda pelos cristãos bruneanos.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2016/04/pais-aguarda-a-segunda-fase-da-implantacao-da-sharia