Arquivo da tag: #hotel

Milícia islamita explode carro-bomba em hotel na Somália

Pelo menos 13 pessoas morreram, segundo a Agência EFE.
Grupo ligado a Al-Qaeda, Al Shabaab assumiu autoria do ataque.

Pelo menos 13 pessoas foram mortas neste domingo (26) quando o grupo militante islâmico Al Shabaab da Somália dirigiu um carro cheio de explosivos para a porta de um hotel em Mogadíscio, segundo informações da Agencia EFE.

Uma testemunha da Reuters disse que sangue e pedaços de carne foram jogados em torno do local da explosão que teve como alvo o hotel Jazeera. Os destroços de quatro carros estavam nas proximidades.

Al Shabaab, que assumiu a responsabilidade pelo ataque, frequentemente lança bombas na capital, como tentativa de derrubar o governo da Somália apoiado pelo Ocidente. A nação está tentando se reconstruir após duas décadas de conflitos.

Entre os mortos, em sua maioria civis, há membros da equipe de segurança do hotel e um analista estrangeiro em temas de segurança. Funcionários do governo já estão no local do atentado.

Diplomatas e estrangeiros frequentam o hotel  (Foto: AP Photo/Farah Abdi Warsameh)Diplomatas e estrangeiros frequentam o hotel (Foto: AP Photo/Farah Abdi Warsameh)

O ataque aconteceu depois que Al Shabab assassinou ontem a tiros em Mogadíscio um parlamentar somali e seus dois guarda-costas, e no último dia da visita do presidente dos Estados Unidos,Barack Obama, ao vizinho Quênia.

A luta conjunta entre Quênia e EUA contra Al Shabab foi precisamente um dos temas mais destacados na agenda de Obama na primeira escala de uma viagem africana que continua hoje na Etiópia.

Obama declarou ontem que o grupo terrorista foi “debilitado” nos últimos meses pela ofensiva do exército somali e das tropas aliadas da União Africana (UA), mas lembrou que o problema não está resolvido.

A milícia perdeu recentemente o controle de importantes cidades estratégicas, recuperadas pelo governo. Al Shabab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um estado islâmico na Somália.

O país africano vive em um estado de guerra e caos desde 1991, quando foi derrubado o ditador Mohammed Siad Barre, o que deixou o país sem um governo efetivo e em poder de milícias radicais islâmicas, senhores da guerra e grupos de delinquentes armados.

Um motorista suicida guiou o carro-bomba até a porta do hotel (Foto: AP Photo/Mohamed Sheikh Nor)Um motorista suicida guiou o carro-bomba até a porta do hotel (Foto: AP Photo/Mohamed Sheikh Nor)

Tunísia estima prejuízo de R$ 1,5 mi após ataque a hotel

A Tunísia estima perdas de pelo menos 515 milhões de dólares (R$ 1.542,00) neste ano, ou cerca de um quarto de sua receita anual de turismo, após o ataque da última sexta-feira a um hotel na praia que deixou 39 mortos, principalmente turistas britânicos.

 Foto: Zohra Bensemra / Reuters
Homenagem às vítimas no local do ataque, na Tunísia. 29/06/2015

Foto: Zohra Bensemra / Reuters

O ataque de um homem armado ao hotel Imperial Marhaba na popular cidade de Sousse aconteceu meses depois de militantes atacarem o Museu do Bardo, em Túnis, matando 21 pessoas, e provocando um rombo na vital indústria de turismo do país.

 Foto: Zohra Bensemra / Reuters
Turista em local de homenagem às vítimas de ataque a hotel, em Sousse, na Tunísia

Foto: Zohra Bensemra / Reuters

“O ataque teve um grande impacto na economia, as perdas serão grandes”, disse a ministra do Turismo, Salma Loumi, a repórteres na noite de segunda-feira, dando uma estimativa preliminar após o ataque de Sousse.

O país norte-africano ganhou 1,95 bilhão de dólares (mais de R$ 6 bilhões) em turismo no ano passado. O setor é responsável por até sete por cento do produto interno bruto e é grande fonte de moeda estrangeira e empregos para a Tunísia.

http://noticias.terra.com.br/mundo/africa/tunisia-estima-prejuizo-de-us515-milhoes-no-turismo-apos-ataque-a-hotel,62b983ff5981626912dce826a00196824bn2RCRD.html

Estado Islâmico ‘reinaugura’ hotel cinco estrelas no Iraque

Empreendimento seria destinado apenas para comandantes do grupo e “casamentos”.

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reabriu o hotel cinco estrelas “Ninawa Hotel” em Mosul, no norte do Iraque, divulgou o jornal The Telegraph citando a imprensa árabe.

 Foto: Facebook/ANSA Brasil / Reprodução
O Ninawa Hotel chegou a receber cinco estrelas, a nota máxima, no site “TripAdvisor.com”

Foto: Facebook/ANSA Brasil / Reprodução

Siga o Terra Notícias no Twitter

 Foto: Facebook/ANSA Brasil / Reprodução
Um dos quartos do “Ninawa Hotel”

Foto: Facebook/ANSA Brasil / Reprodução

O empreendimento havia sido tomado pelo grupo durante sua invasão à cidade, que é considerada uma das bases dos extremistas no país, e é destinado apenas para os comandantes do grupo e para alguns “casamentos”.

No site “TripAdvisor.com”, o estabelecimento é descrito como uma das melhores e mais luxuosas opções de hospedagem do país e recebe cinco estrelas na avaliação, a nota máxima. As últimas avaliações, porém, são de novembro de 2013.

http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/estado-islamico-reinaugura-hotel-cinco-estrelas-no-iraque,2b3718b3470183105091b2f1e0a79184s782RCRD.html

Grupo extremista ligado ao al-Qaeda revindicou a autoria do ataque na Somália; exército retomou local 12 horas após ação terrorista

Ao menos 17 pessoas morreram e outras 28 ficaram feridas em um ataque ao hotel Maka Al-Mukarramah na capital da Somália, Mogadíscio, nesta sexta-feira (27). O ataque foi atribuído a aliados do al-Qaeda. O exercito somali conseguiu retomar o local, neste sábado (28), cerca de 12 horas após o ataque.

A príncipio, autoridades do país tinham confirmado a morte de nove pessoas, mas quando agentes de segurança conseguiram invadir o local e tomar o prédio encontraram mais quatro corpos e outras quatro pessoas que estavam no hospital morreram.

O policial Mohamed Hussein confirmou que todos os responsáveis pelo ataque morreram.

Hussein acredita que o grupo tenha ocupado o terceiro e quarto andares do hotel.

O embaixador da Somália para a Suíça e Representante Permanente junto do Escritório das Nações Unidas em Genebra, Yusuf Bari-Bari estava entre os mortos no ataque, disse o presidente somali Hassan Sheikh Mohamud.

Al-Shabab, um grupo extremista islâmico al-Qaeda, reivindicou a responsabilidade pelo ataque ao hotel, um dos preferidos entre os funcionários do governo somali e estrangeiros.

Al-Shabab controlou grande parte de Mogadíscio, entre 2007 e 2011, mas foi expulso da capital da Somália e de outras grandes cidades por forças da União Africano.

O ataque começou por volta das 4h de sexta-feira quando um suicida detonou seu carro carregado de explosivos na porta do hotel. Homens armados então entraram no hotel.

Horas mais tarde, os militantes ainda estavam escondidos em corredores e quartos do local. Tiroteios esporádicos podiam ser ouvidos, mas as forças de segurança esperaram até o amanhecer para tirar os invasores do local.

Os terroristas disseram ter invadido o primeiro, segundo e terceiro andares do hotel onde os quartos estão localizados e feito várias pessoas como reféns.

O ataque foi condenado pela Missão da União Africano na Somália, grupo formado por tropas de vários países africanos para apoiar o fraco governo da Somália.

“Nossa mensagem para os responsáveis ​​por este ato desumano é que a sua ação não vai diminuir nosso espírito para o bem comum da Somália, mas nos fortalecerá ainda mais. Vamos trabalhar ainda mais para derrotar o inimigo da paz e do desenvolvimento, com o objetivo de reconstrução de uma Somália mais forte e estável”, disse o embaixador Maman S. Sidikou, representante da União Africano na Somália.

Al-Shabab realiza rotineiramente atentados suicidas, tiroteios e outros ataques em Mogadíscio. Apesar de grandes reveses em 2014, al-Shabab continua a travar uma insurgência mortal contra o governo da Somália e ainda é uma ameaça na região do Leste Africano.

O grupo tem realizado ataques em países vizinhos, incluindo o Quénia, cujo exército faz parte das tropas da União Africano. Pelo menos 67 pessoas foram mortas em um ataque setembro 2013 por al-Shabab em um shopping na capital queniana de Nairóbi.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2015-03-28/ataque-suicida-em-hotel-da-somalia-deixa-mortos-e-feridos.html