Arquivo da tag: #iISIS

Grupo do EI em português preocupa autoridades brasileiras

Segundo Abin, troca de mensagens em aplicativo já serviu para divulgar discurso traduzido de porta-voz dos extremistas. A menos de dois meses dos Jogos Olímpicos no Rio, “lobos solitários” são vistos como ameaça.

A criação de um grupo em português do “Estado Islâmico” (EI) no aplicativo de mensagens instantâneas Telegram elevou a preocupação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) sobre um risco de atentado terrorista no país, que sediará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em agosto.

A Abin confirmou nesta quinta-feira (16/06) a existência do grupo chamado “Nashir Português”, em referência à agência de notícias dos jihadistas, a “Nashir News Agency”.

“Essa nova frente de difusão de informações voltadas à doutrinação extremista, direcionada ao público de língua portuguesa, amplia a complexidade do trabalho de enfrentamento ao terrorismo e representa facilidade adicional à radicalização de cidadãos brasileiros”, alertou a Abin em nota.

Ataques feitos por “lobos solitários”, simpatizantes que agiriam de forma individual, como o atirador de Orlando, são uma das principais preocupações da Abin.

De acordo com a agência de monitoramento de terrorismo SITE Intelligence Group, o grupo em português no app Telegram foi criado no último dia 29 de maio. Em trocas de mensagens, outros grupos anunciaram a busca de simpatizantes para traduzir o conteúdo dos materiais de propaganda do EI. Uma das primeiras mensagens publicadas é um discurso recente de 14 páginas do porta-voz do grupo terrorista, Abu Muhammad al-Adnani.

“Organizações terroristas têm empregado ferramentas modernas de comunicação para ampliar o alcance de suas mensagens de radicalização direcionadas, em especial, ao público jovem”, disse a Abin.

Ameaças

Em abril, a agência já havia alertado que o Brasil poderia sofrer ameaças terroristas durante os Jogos Olímpicos. Um mês depois, um homem que teria recebido treinamento militar na Síria foi preso em Chapecó, em Santa Catarina, suspeito de planejar um atentado.

Em novembro do ano passado, um combatente francês do EI publicou no Twitter que o Brasil seria o próximo alvo dos jihadistas, na sequência dos atentados em Paris e Bruxelas.

Nas Olimpíadas do Rio, o Brasil irá receber 10.500 atletas de 206 países de 5 a 21 de agosto. Entre as dez delegações classificadas pela Abin como potenciais alvos de ataques estão as dos Estados Unidos e Canadá.

KG/lusa/ots

http://www.dw.com/pt/grupo-do-ei-em-portugu%C3%AAs-preocupa-autoridades-brasileiras/a-19338063

Milhares de civis fogem de ofensiva do Estado Islâmico

Grupo tem tomado áreas no país.

RIO – Mais de 6.000 civis fugiram em 24 horas diante do avanço do grupo Estado Islâmico (EI) na província de Alepo e se refugiaram em zonas sob o controle curdo nesta região do norte da Síria, informou neste domingo uma ONG que monitora o conflito no país.

O grupo jihadista bloqueou na sexta-feira a rota entre Marea e Azaz, dois redutos rebeldes desta região.

“Mais de 6.000 civis, majoritariamente mulheres e crianças, fugiram de Marea e das localidades que caíram nos últimos dois dias nas mãos do EI”, disse à AFP o diretor do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman.

“Os deslocados chegaram ontem à noite a zonas a oeste e a noroeste de Aleppo, sob o controle das Forças Democráticas Sírias (FDS)”, uma aliança árabe-curda que combate o EI em diferentes fronts na Síria, disse Abdel Rahman.

Os combatentes do Estado Islâmico, que querem reconquistar os redutos de Azaz e Marea, estão a apenas 5 km da segunda cidade, de acordo com o Observatório.

Desde o início da ofensiva lançada pelo EI na sexta-feira, 47 jihadistas morreram em combate, incluindo 9 atacantes suicidas, 61 rebeldes e 29 civis, de acordo com números da ONU, uma ONG que conta com uma rede de informantes na Síria.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/milhares-de-civis-fogem-de-ofensiva-do-estado-islamico-na-siria-19391827#ixzz4A3j0LnO2
© 1996 – 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Assad perde o controle de mais uma capital de província na Síria

Brigadas islamistas lideradas por uma afiliada da Al Qaeda conquistaram Idlib. É a segunda capital de província nas mãos dos rebeldes em quatro anos de guerra

Uma coalizão de rebeldes sírios formada por brigadas islamistas e liderada pela Frente Nusra, uma afiliada da Al Qaeda, capturou neste sábado (28) a cidade de Idlib, no norte do país. A informação é do Observatório Sírio de Direitos Humanos, grupo sediado em Londres mas que conta com extensa rede de ativistas na Síria.

Segundo o Observatório Sírio, a batalha em Idlib durou cerca de quatro dias. Após intensos combates, as forças leais ao regime de Bashar al-Assad se retiraram para bases militares no sul da cidade. Enquanto isso, o regime continua com ataques aéreos contra os rebeldes. Estima-se que 130 pessoas morreram no ofensiva.

Com a captura, Idlib passa a ser a segunda capital de província que cai nas mãos de rebeldes. Há cerca de dois anos, Assad perdeu o controle de Raqqa, que hoje é ocupada pelo Estado Islâmico. O Estado Islâmico e a Frente Nusra, no entanto, são inimigos – a afiliada da Al Qaeda não reconhece a criação do “califado” do Estado Islâmico.

Segundo o jornal Washington Post, a queda de Idlib é a segunda derrota militar das tropas leais ao governo em menos de uma semana. Há alguns dias, soldados da Frente Nusra já haviam capturado uma cidade estratégica no sul, chamada Busra Sham.

A guerra civil na Síria começou em março de 2011, quando manifestantes foram às ruas pedir a queda do ditador Bashar al-Assad. As forças de segurança de Assad reprimiram o movimento, que evoluiu em uma rebelião armada. Em 2013, a chegada de terroristas vindos do Iraque complicou ainda mais a situação, com o surgimento do Estado Islâmico.

http://epoca.globo.com/tempo/filtro/noticia/2015/03/assad-perde-o-controle-de-mais-uma-capital-de-provincia-na-siria.html