Arquivo da tag: #ministro da agricultura

Ministro da Romênia compara abate de porcos doentes com campo de extermínio nazista de Auschwitz

Bucareste, Romênia – Israel reagiu com ” consternação e desapontamento ” quinta-feira ante um comentário do ministro romeno da Agricultura, Petre DAEA, que comparou o abate de porcos doentes com o assassinato de judeus no campo de extermínio nazista de Auschwitz .

A observação foi feita em uma breve entrevista na televisão detalhando as medidas veterinárias para parar a propagação da peste suína africana em uma fazenda de criação no sul da  Romênia,  com 44.580 suínos abatidos.

Ele disse: “Os porcos (na fazenda) são todos incinerados … é um trabalho extraordinário, é como Auschwitz “.

Em uma declaração na quinta-feira, Daea, um social-democrata, pediu desculpas e disse: “Eu só queria representar a situação particularmente difícil enfrentada pelos suinocultores diante da peste suína africana. Na minha alma há muita dor, queria descrever os momentos terríveis que os nossos agricultores enfrentam .

Em sua consternação expressa  em comunicado, a embaixada israelense em Bucareste disse: “Nós esperamos que tal associação foi feita pelo ministro DAEA devido à falta de informações detalhadas sobre o que é o Holocausto e Auschwitz , com a intenção de desonrar a memória de milhões das vítimas “.

Vários grupos de oposição de centro na Romênia pediram a renúncia do ministro .

Só a Romênia , nos últimos anos, começou a aceitar seu papel no extermínio dos judeus , admitindo pela primeira vez em 2003 que participou do Holocausto. A sensibilidade ao Holocausto e o conhecimento dele permanecem irregulares .

Durante a Segunda Guerra Mundial, judeus de toda a Europa foram enviados para campos de extermínio construídos e operados pelos alemães, incluindo Auschwitz na Polônia ocupada pelos nazistas.

A Romênia era aliada da Alemanha nazista até agosto de 1944, quando mudou de lado, e grande parte da propriedade judaica apreendida durante a guerra foi depois nacionalizada pela ditadura comunista que se seguiu.

De acordo com um relatório de 2004 por uma comissão chefiada pelo Prêmio Nobel, Elie Wiesel, entre 280.000 e 380.000  judeus romenos e ucranianos foram mortos por autoridades civis e militares na Romênia e áreas controladas durante a guerra.

A Romênia tinha uma população judaica pré-guerra de aproximadamente 800.000 habitantes , mas atualmente menos de 11.000 judeus vivem no Estado-membro da UE, que tem uma população total de cerca de 20 milhões.

Com imagem ThoughtCo e informações Noticias israel