Arquivo da tag: #Observatório Sírio de Direitos Humanos

Síria: 353 civis mortos e cerca de 1000 feridos em 2 semanas de crescentes ataques aéreos por parte das forças aéreas da Rússia e do regime de Bashar al-Assad

O Observatório Sírio de Direitos Humanos documentou a morte de 353 cidadãos sírios devido aos ataques aéreos realizados pelas forças do regime sírio e bombardeios aéreos desde 1 de dezembro de 2015 até o dia 15 do mesmo mês, 94 crianças e 60 mulheres entre os civis mortos nestes ataques aéreos, que deixaram de material danos nas propriedades das pessoas. Além disso, os ataques aéreos deixaram cerca de 950 feridos.

http://www.syriahr.com/en/category/news/syria-news/

Pelo menos 41 morrem em ataque do Estado Islâmico na Síria

Pelo menos 41 pessoas morreram desde domingo (9) durante um ataque do grupo extremista  Estado Islâmico contra o Aeroporto Militar de Kueires, na província de Alepo, na Síria, controlado pelo regime sírio, informou hoje (10) o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Segundo a organização, pelo menos 15 soldados do governo, incluindo 12 oficiais, e 26 jihadistas perderam a vida durante a ofensiva iniciada no domingo para conseguir o domínio da base aérea, que está cercada pelos radicais.

A zona é palco de uma troca de fogo de artilharia, enquanto a aviação do regime bombardeia os arredores de Kueires, situado no Leste de Alepo. Os radicais explodiram três carros-bomba nas imediações da base.

O grupo Estado Islâmico instituiu um califado no final de junho de 2014 na Síria e Iraque, onde conquistou uma grande área do território. Na província de Alepo, os radicais controlam áreas do nordeste, e as suas principais bases são as localidades de Al Bab e Manbech.

http://www.ebc.com.br/noticias/internacional/2015/08/pelo-menos-41-morrem-em-ataque-do-estado-islamico-na-siria

Estado Islâmico captura mais de 200 pessoas em cidade no centro da Síria

Entre as vítimas estão dezenas de cristãos, segundo ONG.
Cidade de Al Quariatain fica na província de Homs.

Pelo menos 230 pessoas, entre elas dezenas de cristãos, foram capturadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade de Al Quariatain, no centro da Síria, que foi tomada pelos jihadistas, informou nesta sexta-feira (7) o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG assinalou que se desconhece o paradeiro desses prisioneiros, entre os quais há 19 menores e 45 mulheres, além de 11 famílias inteiras.

Alguns deles foram capturados pelos extremistas no mosteiro de Mar Elian. Há dez semanas, o abade desse mosteiro, Jack Murad, foi sequestrado por um grupo de homens armados de identidade desconhecida.

O EI arrebatou nesta quinta-feira (6) das forças do regime sírio o controle de Al Quariatain, localizada na província de Homs.

Esta cidade é importante porque está junto à estrada que une a parte oriental de Homs com o leste da região de Al Qalamoun, na periferia de Damasco.

O EI avançou no último mês de maio pelo leste de Homs, onde tomou várias localidades, como a cidade monumental de Palmira, cujas ruínas estão incluídas na lista do Patrimônio da Humanidade da Unesco.

A organização radical proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque, onde controla amplas partes de seus territórios.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/estado-islamico-captura-mais-de-200-pessoas-em-cidade-no-centro-da-siria.html

Estado Islâmico recruta novos soldados mirins

Cerca de 400 menores de idade foram recrutados perto de escolas e mesquitas.

LONDRES — O grupo jihadista Estado Islâmico recrutou e deu treinamento militar ao menos 400 crianças nos últimos três meses, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, uma ONG britânica que monitora a guerra civil na Síria.

Os chamados “filhotes do califado” também passam a entrar em contato com a visão extremista dos sunitas do EI, segundo a ONG. De acordo com o relatório divulgado ontem, todos os 400 menores de idade foram recrutados perto de escolas, mesquitas e em áreas públicas onde o EI faz ataques e punições cruéis contra moradores.

Recentemente, um menino aparentando ter menos de 15 anos apareceu em um vídeo executando a tiros um homem acusado pelos jihadistas de ser um espião israelense. Segundo uma fonte francesa, o garoto pode ser irmão de um homem que matou sete pessoas em Toulouse em 2012.

Em outro episódio, um jovem francês de 13 anos se tornou o europeu mais jovem do Estado Islâmico a ser morto. Nascido em Estrasburgo, Abu Bakr al-Faransi chegou à Síria com a família em agosto passado e acabou morto perto da cidade de Homs há dois meses, informou o jornalista David Thomson, especialista no conflito, nesta terça-feira.

Originalmente, al-Faransi teria chegado de van com a família para resgatar o corpo de um de seus sete irmãos. O menino logo se juntou às fileiras do grupo jihadista na capital do autoproclamado califado, Raqqa. Ele publicava várias fotos com armas e bandeiras. Em janeiro, o jovem foi morto pelo Exército sírio enquanto guardava um posto de combate perto de Homs.

http://oglobo.globo.com/mundo/estado-islamico-recruta-novos-soldados-mirins-15689979