Arquivo da tag: #ofensa

Suécia: menina é ameaçada de estupro e chamada de vadia em escola por não se vestir como muçulmana

Uma menina receberá cerca de dois mil euros de indenização depois de ter sido exposta a assédio por outros estudantes da escola Johannes em Malmö, segundo reportagem da Fria Tider .

Outros incidentes incluíram ter suas calças abaixadas e ameaças de estupro porque ela não era “muçulmana o suficiente”, disse o pai da menina.

De acordo com um artigo em Sydsvenskan de novembro de 2016, os pais contam como as crianças da escola Johannes em Malmöalgumas com apenas seis anos de idade – foram espancadas e assediadas sexualmente durante o horário escolar.

Um pai falou sobre como sua filha foi maltratada durante anos, sendo chamada de “vadia” e ameaçada de estupro. Garotos ameaçando estuprá-la e dizendo que seus pais também vão “f * ck” ela e chamaram-na de vadia. Também perguntando a ela qual é sua afiliação religiosa.

Segundo o pai da menina ameaçada, “ela não é muçulmana o suficiente“, portanto ela é maltratada.

Chocante, a escola não considerar que a menina tenha sido submetida a assédio sexual. O Provedor da Discriminação, juntamente com Malmö Contra a Discriminação, apontaram deficiências na investigação do município sobre os acontecimentos.

O município será obrigado a pagar 20.000 coroas suecas (cerca de 2.000 euros) em danos à menina, que atualmente frequenta outra escola em Malmö.

Com imagem e informações The Voice of Europe

As escolas americanas estão excluindo o Holocausto das Lições de História para evitar ofender muçulmanos

Um estudo apoiado pelo governo revelou que os professores excluíram estudos do Holocausto para evitar ofender os muçulmanos.

Alguns professores relutam em cobrir as atrocidades por medo de perturbar os alunos cujas crenças incluem a negação do Holocausto.

Também há resistência para ensinar as Cruzadas do século 11 – onde os cristãos lutaram com exércitos muçulmanos pelo controle de Jerusalém – porque as lições muitas vezes contradizem o que é ensinado nas mesquitas locais.

As constatações levaram alegações de que algumas escolas estão usando a história “como um veículo para promover o politicamente correto”.

O estudo, financiado pelo Departamento de Educação e Habilidades, olhou para o ensino de História “emotivo e controverso ‘em escolas primárias e secundárias.

Foram  encontrados alguns professores que estão excluindo os cursos sobre o Holocausto, na primeira oportunidade em meio a temores de que alunos muçulmanos possam expressar reações antissemitas e anti-Israel em sala de aula.
Os pesquisadores deram o exemplo de uma escola secundária em uma cidade do norte (não divulgaram o nome), que excluiu o Holocausto como um assunto para os cursos.

O relatório disse que os professores temiam enfrentar “o sentimento antissemita e negação do Holocausto entre alguns alunos muçulmanos”.

http://jewfacts.com/schools-are-dropping-the-holocaust-from-history-lessons-to-avoid-offending-muslim/