Arquivo da tag: #recompensa

Escravas para os estrangeiros do Estado Islâmico

Grupo jihadista aprova a “posse” de mulheres como recompensa para os que lutam.

Se os membros mais destacados do Estado Islâmico (EI), isso é, os combatentes (mujahidins) – por volta de 5.000 homens – e os estrangeiros (muhajirines) não conseguem se casar ou, uma vez casados, não podem consumá-lo, o grupo jihadista faz com que sejam “presenteados” com escravas sexuais. E isso pela “generosidade” e “misericórdia” de Deus, diz um dos decretos assinados pelo Departamento de Pesquisa e Fatwa, aos quais o pesquisador especialista em jihadismo Aymenn Jawad Al-Tamimi teve acesso. Esses documentos, com os quais o EI fixa as bases da escravidão de mulheres, se juntam aos divulgados nessa semana pela agência Reuters do arquivo confiscado ao dirigente morto em Deir al Zor (Síria) Abu Sayyaf.

“Para aqueles [mujahidins] que estão há muito tempo separados de suas esposas por serviços na frente de batalha e expedições, e para os muhajirines [os que emigraram ao califado vindos do estrangeiro] que deixaram esposa e filhos para trás e têm pela frente um longo exílio (…), a graça divina e maravilhosa generosidade lhes traz as cativas e escravas”.

Tanto os papéis de Al-Tamimi como os vazados pelos EUA após a operação de Abu Sayyaf são datados do começo de 2015. Durante esse ano, através de depoimentos de mulhereslibertadas pelas tropas iraquianas e as milícias curdas, especialmente das yazidis que foram capturadas em 2014 nos arredores do monte Sinjar, organizações independentes e a ONU acusaram o EI de escravidão e violência sistemática contra as presas.

Em linhas gerais, segundo os documentos do Departamento de Pesquisa e Fatwa, o grupo jihadista permite tomar como escravas as mulheres e crianças dos combatentes “infiéis” – e o proíbe no caso de não muçulmanos (cristão, judeus…) que vivam dentro do califado – comprar e vender essas escravas; permite engravidá-las, e obriga a mantê-las, alimentá-las e mostrar “compaixão”. O decreto do EI especifica, entretanto, que será o imã (autoridade religiosa) o responsável por autorizar as relações sexuais com elas. “Não é permitido ter relações carnais com elas e se aproveitar delas simplesmente por serem escravas”, diz um dos documentos divulgados por Al-Tamimi.

Em um dos decretos aos quais a Reuters teve acesso, elaborado após as denúncias de violações contra mulheres, existem 15 normas que o membro do EI deve seguir com suas escravas. “Não é permitido ao proprietário de uma mulher cativa”, diz um dos pontos do decreto 64, “ter relações sexuais até que ela tenha seu ciclo menstrual e esteja limpa”. A fatwa desautoriza também a prática de sexo com as grávidas; o sexo anal; que um pai e um filho mantenham relações com a mesma mulher, e que no caso de mãe e filha, as relações só podem ocorrer com uma delas.

Garotas yazidis libertadas justamente na operação contra Abu Sayyaf revelaram que o líder do grupo, Al-Bagdadi, mantinha várias escravas sexuais. Entre as mulheres em seu poder estava a norte-americana Kayla Mueller, estuprada pelo jihadista iraquiano, conforme revelou a própria família da voluntária após receber informação da inteligência norte-americana.

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/12/31/internacional/1451568138_576695.html

Em folheto distribuído na África do Sul é oferecida recompensa a quem matar judeus e cristãos

O blog da igreja Universal publicou a imagem de um folheto que segundo o pastor foi recebido por um de seus “obreiros” que estava a caminho da prisão local de Durban, África do Sul, para o trabalho de evangelização.

Abaixo segue a imagem do folheto e a tradução de seu conteúdo, publicados no blog:

Folheto

Tradução:

Participe da nossa mais última cruzada:

“PATROCINE UM FOGUETE PARA A BRIGADA PALESTINA AL QASSAM”.

“MATE UM JUDEU OU CRISTÃO E GANHE A RECOMPENSA DE JANNAH”

HAMMAS/ Al QAEDA/ ISIL/ TAKFIRIS precisam de você para a JIHAD (guerra) contra os NÃO muçulmanos do mundo.

Domínio muçulmano – Campanha mate um judeu ou um cristão.

Patrocine um foguete para a Brigada AL QASSAM

Destrua judeus e cristãos ao redor do mundo!
Nós iremos morrer por HAMMAS

Mensagem vinda do excelentíssimo MUHAMMAD ISMAIL ALI AKBAR, nosso supremo comandante do Reino Unido (o leão de KASHMIR)

“Mate um judeu ou cristão e ganhe a recompensa de Jannah”

http://catholicus.org/em-folheto-distribuido-na-africa-sul-e-oferecida-recompensa-quem-matar-judeus-e-cristaos/

Somália oferece recompensa por informações que levem à captura de líderes do Al-Shabab

O governo da Somália ofereceu uma recompensa por informações que possibilitem a captura dos 11 líderes do grupo islâmico al-Shabab.
No topo da lista está o seu chefe Ahmed Diriye com US$ 250.000 (£ 169,000) oferecida por informações que levem à sua captura.
Uma lista dos nomes, apelidos e origens foi emitida após uma reunião de gabinete – uma semana após o ataque do Al-Shabab em uma universidade queniana.
Os números oficiais colocam o número de mortos no ataque a Garissa University College em 148 – a maioria deles estudantes.
Os militantes filiados da Al-Qaeda prometeram uma “longa e sangrenta guerra” contra o Quênia, que tem tropas na força da União Africana na vizinha Somália.
A UA e as tropas do governo somali recapturaram as principais cidades dos militantes na Somália nos últimos anos, mas al-Shabab ainda detém território em áreas rurais do sul.

http://www.bbc.com/news/world-africa-32242632