Arquivo da tag: #sequestro

Estado Islâmico envia muçulmanos a campos de refugiados na Jordânia para sequestrar e matar cristãos

De acordo com um relatório recente, os muçulmanos estão enviando assassinos em campos de refugiados para abater e sequestrar deliberadamente cristãos. Como lemos em um relatório:

O Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS) já teria inventado uma conspiração para sequestrar e matar cristãos em campos de refugiados.

Os assassinos treinados pelo ISIS estão se infiltrando nos campos de refugiados sob o pretexto de ser refugiados na sua missão de sequestrar ou matar cristãos. Trabalhadores humanitários em um acampamento da Jordânia gerido pela Organização das Nações Unidas (ONU) descobriram o mais novo plano do grupo extremista, de acordo com um relatório do Sunday Express, citado por Christian Today (CT).

O enredo foi revelado depois que um dos assassinos treinados que conseguiram entrar no acampamento na Jordânia renunciou a jihad quando viu a situação dentro do lugar. Ele teria testemunhado como os trabalhadores cristãos no campo de refugiados tratavam seus colegas sírios com bondade e isto tocou seu coração profundamente que ele foi compelido a divulgar o plano do ISIS ” para as autoridades, o Expresso relata.

O agente do ISIS, que não foi identificado por razões de segurança, também disse que o grupo extremista também enviou sequestradores para os campos para levar mulheres refugiadas e vendê-las como escravos sexuais. O grupo terrorista quer limpar completamente o cristianismo do mapa, acrescenta o relatório.

“As gangues muçulmanas vêm como refugiados, mas eles têm suas agendas. Eles são como uma máfia, “CT cita a declaração do funcionário da ajuda da ONU. “As pessoas estão mesmo sendo mortas dentro dos campos, e os refugiados têm medo de dizer se eles viram alguém ser morto. Se você perguntar-lhes, eles vão dizer, ‘Eu não sei, eu estava dormindo.’ ”

Refugiados que testemunharam alguns dos assassinatos resolveram mudos por temer ser apontados como a próxima vítima, disse o funcionário da ajuda.

A descoberta da trama do ISIS ‘para matar cristãos em campos de refugiados deu origem a preocupações de que assassinos disfarçados podem ganhar a entrada para o Reino Unido, que prometeu acolher 20.000 refugiados cristãos do Oriente Médio. Os jihadistas poderiam infligir terror no Reino Unido se tiverem sucesso na realização do seu enredo

http://shoebat.com/2015/10/27/muslims-send-assassins-into-refugee-camps-to-deliberately-slaughter-and-kidnap-christians/.

Al-Qaeda nega sequestro de britânico libertado no Iêmen

Engenheiro de 64 anos estava sequestrado há 18 meses no sul do país.
Ele foi libertado por tropas dos Emirados Árabes Unidos.

O braço iemenita do grupo jihadista Al-Qaeda negou em um comunicado o sequestro do engenheiro britânico que foi libertado no fim de semana por tropas dos Emirados Árabes Unidos (EAU).

As autoridades de Abu Dhabi informaram no fim de semana que as tropas do país mobilizadas no Iêmen libertaram Robert Douglas Semple, um engenheiro de 64 anos que estava sequestrado há 18 meses no sul do Iêmen.

“O governo dos EAU afirma ter libertado um britânico que estava sequestrado pela Al-Qaeda. Esta informação é falsa, já que nós não temos reféns britânico”, afirma o grupo Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) em um comunicado publicado em fóruns on-line utilizados pelos jihadistas.

Os EAU integram a coalizão reunida em março pela Arábia Saudita para bombardear e impedir que os rebeldes xiitas iemenitas assumam o controle do conjunto do país, cenário de um conflito que provocou a fuga do governo para o exílio em Riad.

O braço local da Al-Qaeda aproveitou o conflito para conquistar vários territórios, incluindo zonas da província de Hadramawt, para onde Semple foi levado depois do sequestro na capital do país.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/al-qaeda-nega-sequestro-de-britanico-libertado-no-iemenn.html

Al-Qaeda na Síria diz ter detido rebeldes treinados pelos EUA

Pentágono nega que algum combatente tenha sido preso.
Frente Al-Nusra alertou norte-americanos a desistirem do treinamento.

O braço da Al Qaeda na Síria declarou nesta quinta-feira (13) ter detido membros de um grupo rebelde sírio recém-chegado de um treinamento realizado pelos Estados Unidos, um desafio direto ao plano de Washington de instruir e equipar insurgentes para que combatam a facção radical Estado Islâmico.

Em comunicado que pareceu contradizer comentários do Pentágono, a Frente Al-Nusra disse que os homens detidos entraram na Síria vários dias atrás e foram treinados sob a supervisão da Agência Central de Inteligência norte-americana (CIA, na sigla em inglês).

O Pentágono negou que qualquer membro de um grupo inicial de cerca de 60 rebeldes preparados pelos EUA, conhecido como “Nova Força Síria”, tenha sido raptado. O chefe de gabinete da coalizão liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico também lançou dúvidas sobre o relato.

“Toda a informação que temos é que nenhum (membro) das novas forças sírias foi capturado”, declarou o brigadeiro-general dos Fuzileiros Navais, Kevin Killea, durante um boletim a repórteres.

A Frente Al-Nusra descreveu seus reféns como agentes norte-americanos e alertou outros a desistirem do programa de treinamento, além de declarar que a coalizão realizou ataques aéreos contra suas posições durante suas batalhas com os rebeldes.

Mais cedo nesta semana, fontes da oposição síria e de um grupo de monitoramento afirmaram que a Frente Al-Nusra deteve o líder da “Divisão 30” de rebeldes treinados pelos EUA e vários de seus membros. A Frente Al-Nusra ainda não comentou estes relatos.

“Alertamos os soldados (da Divisão 30) a não seguirem adiante com o projeto norte-americano”, declarou o grupo em comunicado divulgado na Internet. “Nós, e o povo sunita da Síria, não permitiremos que seus sacrifícios sejam oferecidos em uma bandeja de ouro para o lado norte-americano.”

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/al-qaeda-na-siria-diz-ter-detido-rebeldes-treinados-pelos-eua.html

Estado Islâmico captura mais de 200 pessoas em cidade no centro da Síria

Entre as vítimas estão dezenas de cristãos, segundo ONG.
Cidade de Al Quariatain fica na província de Homs.

Pelo menos 230 pessoas, entre elas dezenas de cristãos, foram capturadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade de Al Quariatain, no centro da Síria, que foi tomada pelos jihadistas, informou nesta sexta-feira (7) o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG assinalou que se desconhece o paradeiro desses prisioneiros, entre os quais há 19 menores e 45 mulheres, além de 11 famílias inteiras.

Alguns deles foram capturados pelos extremistas no mosteiro de Mar Elian. Há dez semanas, o abade desse mosteiro, Jack Murad, foi sequestrado por um grupo de homens armados de identidade desconhecida.

O EI arrebatou nesta quinta-feira (6) das forças do regime sírio o controle de Al Quariatain, localizada na província de Homs.

Esta cidade é importante porque está junto à estrada que une a parte oriental de Homs com o leste da região de Al Qalamoun, na periferia de Damasco.

O EI avançou no último mês de maio pelo leste de Homs, onde tomou várias localidades, como a cidade monumental de Palmira, cujas ruínas estão incluídas na lista do Patrimônio da Humanidade da Unesco.

A organização radical proclamou no final de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque, onde controla amplas partes de seus territórios.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/08/estado-islamico-captura-mais-de-200-pessoas-em-cidade-no-centro-da-siria.html

Syrian group says Nusra abducted its leader, in blow to U.S. plan

The al Qaeda-linked Nusra Front has abducted the leader of a U.S.-backed rebel group in north Syria, opposition sources and a monitoring group said, in a blow to Washington’s efforts to train and equip fighters to combat ISIS.

A statement issued in the name of the group, “Division 30”, accused the Nusra Front of abducting Nadim al-Hassan and a number of his companions in a rural area north of Aleppo. It urged Nusra to release them.

A Syrian activist and a second opposition source said most of the 54 fighters who have so far completed a U.S.-led train and equip programmed in neighbouring Turkey were from Division 30.

The Syrian Observatory for Human Rights, a UK-based group that reports on the war, said the men were abducted while returning from a meeting in Azaz, north of Aleppo, to coordinate efforts with other factions. The opposition source said they were abducted on Tuesday night.

The train and equip programme aims to bolster Syrian insurgents deemed politically moderate enough by the United States to fight ISIS that has seized wide areas of Syria.

The Nusra Front, which Washington has designated a terrorist organisation, has a track record of crushing U.S.-backed rebels in Syria. Last year, it routed the Syria Revolutionaries Front led by Jamal Maarouf, viewed as one of the most powerful insurgent leaders until his defeat.

It was also instrumental in the demise of the U.S.-backed Hazzm Movement, which collapsed earlier this year after clashing with the Nusra Front in the northwest.

The U.S. military launched the program in May to train up to 5,400 fighters a year in what was seen as a test of President Barack Obama’s strategy of getting local partners to combat ISIS.

But many candidates were declared ineligible and others dropped out. U.S. Defense Secretary Ash Carter said it has fallen far behind plans.

Washington and Ankara this week announced their intention to provide air cover for Syrian rebels and jointly sweep ISIS fighters from a strip of land along the border, with U.S. warplanes using bases in Turkey for strikes.

But the United States and Turkey have not yet agreed which Syrian rebels they will support in the effort.

https://english.alarabiya.net/en/News/middle-east/2015/07/30/Syrian-group-says-Nusra-abducts-its-leader-in-blow-to-U-S-plan.html

Grupo armado invade consulado tunisiano na capital da Líbia e sequestra 10 pessoas

UM grupo armado invadiu o consulado tunisiano na capital da Líbia e sequestrou 10 funcionários nesta sexta-feira, informou o Ministério das Relações Exteriores da Tunísia.

O ministério não identificou o grupo, mas classificou a ação como “um ataque descarado contra a soberania nacional da Tunísia e uma violação flagrante das leis internacionais”.

A Tunísia é um dos poucos países que ainda tem uma missão em Trípoli, cidade controlada por um grupo que instaurou seu próprio governo em desafio aos líderes líbios reconhecidos internacionalmente.

No mês passado, as autoridades tunisianas prenderam Walid Kalib, membro do grupo rival do governo Amanhecer Líbio. Na quinta-feira, um tribunal do país se recusou a libertar Kalib, acusado de sequestro na Tunísia.

 O Amanhecer Líbio, aliança informal de ex-brigadas rebeldes e grupos de inclinação islâmica, tomou Trípoli em meados do ano passado, expulsando o governo internacionalmente reconhecido para o leste. A maioria dos países fecharam suas embaixadas em reação aos combates.

(Por Tarek Amara e Ahmed Elumami)

http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/grupo-armado-invade-consulado-tunisiano-na-capital-da-libia-e-sequestra-10-pessoas,360d13094fd2693368deec235ec5e14cztuuRCRD.html

Médico norte-coreano e esposa são sequestrados na Líbia

Trípoli, 24 mai (EFE).- Um médico norte-coreano que trabalhava no hospital da cidade de Sirte, na Líbia, e sua esposa foram sequestrados ontem, quando deixavam o centro médico, informaram neste domingo à Agência Efe fontes dos serviços de segurança do país. Ambos podem ter sido raptados pela ramo líbio do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), já que o caso aconteceu perto de Nofaliya, uma cidade vizinha sob controle dos jihadistas. “Um grupo de homens armados sem identificação obrigou o médico e sua esposa a descerem do veículo no qual iriam para Trípoli e os levaram a um lugar desconhecido”, explicou a fonte, que citou o depoimento do motorista do casal. EFE mak-jm/id

Cristãos etíopes na Líbia são executados pelo ISIS

O grupo ISIS no domingo divulgou um vídeo pretendendo mostrar as execuções de cerca de 30 cristãos etíopes capturados na Líbia.

Na mensagem lançada on-line, um grupo de cerca de 12 homens são vistos sendo decapitados por militantes em uma praia e um outro grupo de, pelo menos, 16 sendo baleados na cabeça em uma área deserta.

O texto na tela identifica os homens como “seguidores das cruzadas da inimiga Igreja Etíope”.

Um grupo de cerca de 12 homens são vistos sendo decapitados por militantes em uma praia.

Em fevereiro, militantes do ISIS divulgaram um vídeo dos assassinatos de 21 cristãos coptas egípcios também na Líbia.

Os sequestrados eram trabalhadores imigrantes que foram vistos supostamente sendo decapitados pelo ISIS no vídeo de propaganda.

O ISIS havia afirmado que os homens haviam sido capturados para vingar o que eles dizem ser o sequestro de mulheres muçulmanas pela igreja Copta egípcia.

http://english.alarabiya.net/en/News/middle-east/2015/04/19/ISIS-executes-Ethiopia-Christians-in-Libya-.html

‘Matam pais, violentam e sequestram mães e destroem a igreja’

“O dia depois de 11 de setembro, a editora da revista Time, Nancy Gibbs escreveu: ‘Se você quer humilhar um império, não faz sentido destruir suas catedrais”. A escala de terror do Boko Haram na Nigéria é muito mais vasta do que os ataques no Estados Unidos, em 2001. Enquanto o mundo grita sobre o sequestro do grupo de mais de 250 meninas de uma escola em Chibok, o Boko Haram leva adiante seu plano para destruir a comunidade cristã como parte de seu objetivo de derrubar o governo e transformar a Nigéria em um Estado islâmico. Catedrais da Nigéria não são os edifícios, mas as famílias cristãs.

O terror funciona como um tornado. A ameaça está lá, mas quando ataca, ele faz isso com pouco ou nenhum aviso e destrói tudo e todos em seu caminho. As vidas dos sobreviventes são cortadas em dois: uma vida “antes” e uma vida ‘depois’ dos ataques.

Na manhã do domingo 26 de janeiro de 2014, era uma manhã comum na pequena cidade de Chakawa no estado de Adamawa, no norte da Nigéria. Apesar de Adamawa ser um dos três estados no Nordeste da Nigéria, considerado a casa do Boko Haram, não havia nenhuma evidência de que um desastre estava prestes a abater a comunidade cristã.

Os terroristas fizeram seu dever de casa. Se eles receberam ajuda de dentro ou se infiltraram na vila antes do terrível domingo é desconhecido. Independentemente de como eles recebiam a informação, as ‘centenas’ (de acordo com testemunhas oculares) dos membros do Boko Haram sabiam onde precisavam ir, quais casas pertenciam a cristãos e quais pertenciam a famílias muçulmanas. Mas o ataque começou em volta da igreja cristã local.

Lá fora outros terroristas aguardavam ansiosamente os cristãos sairem para atirar e derrubar um a um.

Em seguida, os homens do grupo invadiram o prédio e abriram fogo contra quem ainda estava lá dentro. Outros carregavam grandes facas e cortavam as gargantas dos membros da igreja, que desesperadamente tentavam escapar do prédio através de qualquer porta ou janela que encontravam. Alguns conseguiram escapar do caos, mas muitos foram gravemente feridos e cairam durante a fuga.

“Nós não queremos ouvir esse nome ‘Jesus'”, disse um membro do Boko Haram. “Mas se você insistir, você vai morrer em nome dele! Vocês não vão mais cantar e se cantarem será na sepultura!” “De fato, muitos cristãos que morreram oraram a Jesus em seus momentos finais”, disse uma testemunha.

Ao todo, 52 cristãos morreram naquele dia, alguns outros morreram em um hospital mais tarde. Dezenas de outros foram gravemente feridos. Muitas casas foram saqueadas e incendiadas. A BBC e outros meios de comunicação escreveram sobre as vítimas. No dia seguinte, este “ataque aleatório e matança sem sentido na Nigéria” era um pequeno parágrafo no livro de história universal do mundo, apesar do fato de que os sobreviventes continuaram a ter falta de comida, abrigo, roupas e outras necessidades diárias.

Pedido de oração
Os ataques de Boko Haram contra comunidades cristãs na Nigéria não são aleatórios e sem sentido, mas são, na verdade, planejados e orquestrados para marcar as vidas dos sobreviventes. Ore para que Deus cure as vítimas, que Deus reconstrua sua igreja sobre as sementes dos mártires e ore para que Deus mude os corações de membros Boko Haram e outros extremistas muçulmanos.

https://www.portasabertas.org.br/noticias/2015/04/matam_pais_violentam_e_sequestram_maes_e_destoem_a_igreja

Portas Abertas acompanha caso de sequestro de meninas de Chibok

Com base nas informações da equipe da Portas Abertas Internacional que está na Nigéria e um estreito contato com a comissão de comunicação e de outras fontes confiáveis do país, a organização montou um relatório em que narra e resume as informações sobre o sequestro de mais de 250 meninas de uma escola em Chibok, no estado de Borno, norte nigeriano.

Houve fugitivas – das 275 alunas presentes durante o ataque, nossas fontes dizem que 23 evitaram ser raptadas: ou resistiram aos sequestradores, se esconderam ou fugiram durante o sequestro. Outras 16 pularam dos caminhões enquanto eram levadas para os campos, e quatro conseguiram escapar após a chegada. Além dessas quatro, não há mais notícias de meninas que retornaram para suas aldeias. Uma campanha entre várias organizações de Direitos Humanos e da Anistia Internacional, está articulando exílio e bolsas de estudos no Estados Unidos para essas fugitivas.

Ainda em cativeiro – “Estou em constante contato com as autoridades nigerianas e com os pais que perderam suas filhas. As meninas ainda estão desaparecidas. Não há mais informações de fugas. Eles ainda estão em mãos de seus sequestradores. As pessoas chegam sempre com histórias falsas, mas a verdade é que as meninas ainda estão raptadas”, escreveu um investigador que trabalha no local. Ouvimos de uma fonte confiável que as meninas ainda pode estar reunidas em um grupo, quee pode ter sido recentemente transferida para o Níger.

Sem resgate – Tanto quanto sabemos nenhum resgate foi pago por qualquer uma das meninas do Chibok. As quatro que escaparam conseguiram fugir e voltar à vila em que viviam porque uma delas tinha um celular escondido em sua roupa. Ela entrou em contato com seus pais, que lhe disse para continuarem caminhando em direção a oeste até chegarem à fronteira. Há suspeitas de que um jovem do Boko Haram as ajudou na fuga e que foi executado.

Boatos sobre um pastor sequestrado – É improvável que um pastor tenha sobrevivido em cativeiro até agora. Todos sabem da brutalidade do Boko Haram para com homens, cristãos e, principalmente, pastores e líderes. Esses são os primeiros a morrer em qualquer iniciativa do grupo em invasões, sequestros e destruição de igrejas e comércios cristãos.

Conversão de membros do Boko Haram – Jesus trabalha e se revela nos lugares mais sombrios do mundo, e é verdade que existem no Boko Haram membros muito próximos à conversão ao cristianismo. “Estamos muito animado com isso”, conta um membro da equipe da Portas Abertas que está na Nigéria. “Nossa missão, porém, refugiar tais convertidos da Nigéria. Estamos trabalhando arduamente para equipar a igreja local, para ajudar os convertidos crescer em seu conhecimento de Cristo e tornar-se missionários para seu próprio povo”, conclui. Leia mais sobre a conversão de membros de grupos terroristas.

Pais esperam suas filhas – As adolescentes raptadas, de maioria cristã, são submetidas não só a perigos físicos e dificuldades, mas também a lavagem cerebral e ‘reeducação’ espiritual. Pouco depois dos sequestros, Boko Haram divulgou um vídeo no qual revelou que as meninas foram islamizadas. A incerteza sobre os seus filhos está causando grande desconforto entre os pais. Informações não confirmadas indicam que pelo menos 20 destes pais e mães podem ter morrido de males relacionados ao estresse.