Arquivo da tag: #Teste

Irã testa mísseis e “viola resoluções da ONU”

Irã testou um novo míssil de médio alcance no mês passado em uma violação de duas resoluções do Conselho de Segurança da ONU, disseram duas Autoridades dos EUA na segunda-feira.

Os funcionários, falando sob condição de anonimato, disseram que o teste foi realizado em 21 de novembro. Um deles disse que o míssil viajou em território iraniano.

A Fox News, na segunda-feira, em seu site citou fontes de inteligência ocidentais, dizendo que o teste foi realizado perto Chabahar, uma cidade portuária, perto da fronteira do Irã com o Paquistão.

Todos os testes de mísseis balísticos do Irã são proibidos sob uma resolução do Conselho de Segurança de 2010, que permanece válida até que um acordo nuclear entre o Irã e seis potências mundiais seja implementado.

Nos termos desse acordo, alcançado em 14 de julho, a maioria das sanções contra o Irã será levantada em troca de restrições sobre seu programa nuclear. De acordo com uma resolução de 20 de julho endossando esse acordo, o Irã ainda é “chamado” para que se abstenha de trabalhar com mísseis balísticos, projetados para fornecer armas nucleares por até oito anos.

Em outubro, os Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e Alemanha chamaram para o Irã o comitê de sanções do Conselho de Segurança para tomar medidas sobre um teste de mísseis por Teerã; eles disseram que foram violadas as sanções da ONU. Até agora, nenhuma ação foi tomada pela comissão.

Vários diplomatas do Conselho de Segurança, disseram na segunda-feira que não tinham recebido nenhuma notificação oficial de uma nova suposta violação das sanções de mísseis da ONU contra o Irã desde a notificação de Outubro. Os diplomatas falaram sob condição de anonimato.

Última Atualização: terca-feira, 8 de dezembro, 2015 KSA 08:54 – 05:54 GMT
https://english.alarabiya.net/en/News/middle-east/2015/12/08/Iran-tests-missile-breaches-U-N-resolutions-.html

Índia testou com êxito míssil com capacidade nuclear

 A Índia testou hoje novamente com êxito o seu míssil balístico terra-terra Agni II, com capacidade nuclear e um alcance superior a 2.000 quilômetros, a partir de uma base militar situada no estado oriental de Orissa, informaram fontes oficiais.

O lançamento foi realizado por pessoal do exército destacado no distrito de Bhadrak no âmbito de testes de rotina, disse o diretor de Testes de Alcance Integrados, M.V.K.V. Prasad, à agência local IANS.

O Agni II, com um peso de 16 toneladas e capacidade para transportar mil quilogramas de carga, faz parte do arsenal das Forças Armadas da Índia e foi testado pela última vez em abril de 2013.

A Índia também desenvolveu o míssil balístico terra-terra Agni II, com capacidade nuclear e um alcance superior a 3.000 quilómetros e o Agni IV, com um alcance próximo dos 4.000 quilómetros.

Também testou o Agni V e está a desenvolver o Agni VI que poderá transportar inúmeras ogivas para efetuar ataques múltiplos.

A Índia mantém, desde a sua independência, uma corrida ao armamento com o vizinho Paquistão, que possui armas nucleares, mas nos últimos anos tem-se centrado no desenvolvimento de um poder dissuasor relativamente à China, país com quem mantém disputas fronteiriças.

Publicado em 9 de Novembro 2014, às 06:57

http://www.dnoticias.pt/actualidade/mundo/479938-india-volta-a-testar-com-exito-missil-com-capacidade-nuclear

Paquistão testa míssil balístico com capacidade nuclear

O Paquistão testou hoje um míssil balístico com capacidade para transportar uma ogiva nuclear, informaram as Forças Armadas paquistanesas.

O míssil balístico Ghauri tem um alcance de 1.300 quilómetros e pode ser armado tanto com ogivas convencionais como nucleares.

Há um mês, o Paquistão testou um míssil terra-terra com capacidade nuclear Shaheen III, com um alcance de 2.750 quilómetros.

“O ensaio de lançamento do míssil Ghauri teve o objetivo de testar a prontidão operacional e técnica”, segundo um comunicado das Forças Armadas.

O Paquistão e a Índia, que travaram três guerras desde a independência do Reino Unido em 1947, realizam rotinamente ensaios nucleares desde que adquiriram capacidade militar, em 1998.

A tensão entre os dois países aumentou depois de, na sexta-feira, a justiça paquistanesa ter libertado sob caução o autor dos atentados de Bombaim de 2008, Zaki-ur-Rehman.

 http://www.dnoticias.pt/actualidade/mundo/510843-paquistao-testa-missil-balistico-com-capacidade-nuclear