Arquivo da tag: #traficantes

Nigerianas sofrem exploração sexual para pagar a fuga à Europa

CATÂNIA, Itália – A nigeriana Isoke Aikpitanyi, de 38 anos, chegou à Itália com a perspectiva de trabalhar. Acabou presa em uma rede de prostituição, explorada pelas máfias italiana e nigeriana. Isoke foi humilhada, espancada, violentada pelos traficantes e obrigada a trabalhar nas ruas de Turim por 10 euros o programa.

O tráfico de nigerianas para exploração sexual na Itália tem sido denunciado há pelo menos três décadas, mas atraiu novamente a atenção da comunidade internacional quando as autoridades perceberam que os contrabandistas estão usando a rota do Mediterrâneo para infiltrar suas vítimas.

 No primeiro semestre deste ano, pelo menos 3,6 mil nigerianas chegaram à Itália de barco, pela travessia entre a costa líbia para a Sicília. O número representa o dobro do ano passado, o maior salto da última década. Mais de 80%, segundo a Organização Internacional para as Migrações, ligada à ONU, foram traficadas para exploração sexual em bordeis da Itália e de outros destinos europeus.

Muitas vêm acompanhadas do “marido”, mas, como não têm documentos, é difícil saber se estão falando a verdade. As autoridades acreditam que muitos destes acompanhantes façam parte da rede de tráfico e sejam também explorados para trabalho escravo ou para pedir dinheiro nas ruas — uma nova fonte de renda para a máfia.

Essas pessoas estão sendo trazidas de seus países já com este fim, pelas mãos da mesma rede de atravessadores que lucra com o fluxo de refugiados tentando chegar à Europa.

— Eles não sabem que serão explorados. Ninguém acredita que esse tipo de coisa ainda exista, mas a escravidão moderna é uma realidade perversa — diz Isoke. Ela conseguiu escapar pelas mãos de um cliente, com quem fugiu, e hoje ajuda meninas a fazer o mesmo.

Ao chegar à Itália, são obrigadas a assumir uma dívida pela viagem que chega a 40 mil euros, segundo Isoke, a serem pagos com “trabalho”. Muitas são exploradas ao longo do caminho, principalmente na Líbia, sob ameaça de morte ou de serem devolvidas à Nigéria.

Com isso, o tráfico para fins de exploração sexual chegou a níveis sem precedentes, alertou a ONU.

— Temos percebido aumento no número de menores de idade desacompanhadas — revela Lucia Borgh, da ONG Borderline.

De um lado, a possibilidade de obter asilo garante a permanência das mulheres no país, evitando o risco de serem deportadas, o que representa prejuízo para os criminosos. De outro, quando têm o pedido negado elas se tornam presas fáceis dos traficantes.

— Essas mulheres escapam da miséria, de conflitos, da violência por grupos armados como Boko Haram, para serem exploradas na Europa — diz o eritreu Abraha Tewolde, na Itália há 40 anos. Ele trabalha como tradutor para organizações humanitárias e, no tempo livre, percorre as ruas tentando identificar focos de exploração.

Segundo ele, os criminosos se beneficiam de falhas no sistema de recepção italiano. Após desembarcar nos portos da Itália, os que chegam pelo Mediterrâneo são registrados e encaminhados para abrigos em diferentes cidades, onde vivem por conta própria à espera de decisão sobre o pedido de asilo. As mulheres têm simplesmente desaparecido desses centros.

As autoridades estimam que 120 mil mulheres sejam exploradas para prostituição na Itália, um terço delas nigerianas.

Leia mais: http://oglobo.globo.com/oglobo-20051963#ixzz4JVd3qnrJ

Cartéis de Drogas estão massacrando dezenas de milhares de cristãos no México

Os cartéis mexicanos são tão perversos quanto os terroristas muçulmanos, e eles têm massacrado dezenas de milhares de cristãos no México. Um importante líder da milícia no México, Jorge Vasquez Valencia, procurou o Shoebat.com para explicar a natureza da luta contra os cartéis que assassinaram dezenas de milhares de cristãos.

Enquanto as pessoas adoram a bandeira da França, e curvam-se diante do altar de tendências, os homicídios estão frequentemente ocorrendo, sob os cartéis demoníacos que governam o México. Os cartéis são tão ruins quanto os  terroristas muçulmanos, e eles têm assassinado dezenas de milhares de cristãos. Apenas algumas semanas atrás, dois homens cristãos que estavam lutando contra o cartel de drogas  (chamado Los Caballeros Templarios ou os Cavaleiros Templários), foram emboscados e assassinados. Depois que eles foram martirizados os seus cadáveres foram lançados às as chamas.

Estes homens são todos mártires na luta pela justiça, a paz e o amor, e por Deus, em Quem está todas as virtudes. Por que não estamos ajudando estes homens? Eles são parte de uma grande milícia chamada “Las Autodefesas”, e estes são os guerreiros cristãos do nosso tempo, lutando contra uma perseguição mais feroz e sinistra do que o que está acontecendo no Iraque

Você quer saber o que esses demônios malignos e demoníacos faze para seres humanos? Deixe-me mostrar-lhe alguns vídeos. (link abaixo)

Não haverá algum de vocês que vai dizer: “Você não pode considerar esta perseguição, porque esses mexicanos são católicos.” Mas o ISIS estava matando assírios cristãos ortodoxos, católicos romanos, ortodoxos sírios, e Ortodoxos Etíopes, e ainda assim muitas pessoas exclamaram que tal era uma perseguição cristã. Assim, o que está acontecendo no México é perseguição cristã. O ISIS já matou centenas de cristãos, os cartéis têm massacrado dezenas de milhares de cristãos, talvez até mesmo centenas de milhares. Onde está o mesmo clamor que vimos sendo expresso para os cristãos do Iraque, sendo feito para os cristãos do México? Onde está o mesmo clamor feito para os franceses a ser feito para os mártires do México? Essas pessoas estão sendo massacradas como galinhas, e ninguém se importa. Eles são mortos em silêncio, como Cristo foi morto, enquanto o mundo ridiculariza e dá as costas.

Quando uma decapitação Islâmica ocorreu em Oklahoma, tantas pessoas estavam falando sobre isso. Mas apenas algumas semanas atrás, um cartel decapitou um homem no Texas. E como algumas pessoas falaram sobre isso!

Apenas algumas semanas atrás, um homem no Texas, foi decapitado por um cartel mexicano. Se a vítima era muçulmana, seria uma história de grande porte (como a decapitação Oklahoma), mas porque foi feito por um cartel, ninguém se importou.

Leia mais em http://shoebat.com/2015/11/19/mexican-cartels-just-evil-muslim-terrorists-butchering-christians-tens-thousands-major-mexican-militia-leader-mexico-fights-drug-cartels-helps-drive-th/

Atenção: imagens de extrema violência.

Traficantes de imigrantes jogam grávidas e crianças ao mar para evitar prisão

Câmara Internacional de Navegação acusa contrabandistas de abandonarem refugiados para fugir de guardas costeiras.

LONDRES – Para se livrar do risco de serem interceptados e presos no Mediterrâneo, traficantes de imigrantes estão jogando mulheres grávidas e crianças no mar para que elas sejam resgatadas por navios mercantes rumando para a Europa. A acusação foi feita pela Câmara Internacional de Navegação, em relatório divulgado pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), que afirma ter recebido casos de barcos líbios abandonando pessoas antes de chegarem à Sicília.

“Os traficantes parecem estar bem cientes de que os navios mercantes serão desviados pelas guardas costeiras, terão suprimentos e garantirão a chegada à Europa. De certa forma, a indústria marítima está sendo aproveitada por traficantes”, diz o relatório. “Em alguns dos casos mais trágicos, quando os navios mercantes chegam aos abandonados, encontram apenas alguns sobreviventes em meio aos cadáveres.”

Diretor marítimo da Câmara Internacional de Navegação, John Murray advertiu ao “Independent” que a situação está criando um problema sem precedentes para os marinheiros.

— Eles não são especializados em traumas, e testemunhar as coisas que estão vendo tem um preço alto. Quando 20 pessoas sem especialização para lidar com multidões são necessárias para navegar um navio com segurança, e são confrontadas por um grupo de imigrantes que podem estar muito agitados ou doentes, o perigo para todos os envolvidos se torna muito aparente.

Segundo o relatório, o naufrágio recente que teria matado pelo menos 850 pessoas e provocou uma rápida reação internacional pode ter sido originado pelo desespero dos imigrantes para tentar se salvar com um navio de contêineres português — o barco teria virado quando os refugiados correram para pedir ajuda.

Pelo menos 36 mil imigrantes chegaram à Itália pelo Mediterrâneo, desde janeiro. A Organização Internacional para as Migrações estima que mais de 1.800 podem ter morrido em travessias nos cinco primeiros meses do ano.

A União Europeia pressiona países e a ONU para poder adotar um projeto que regula a chegada de refugiados por via marítima e destrói embarcações de traficantes ainda em solo líbio.

http://oglobo.globo.com/mundo/traficantes-de-imigrantes-jogam-gravidas-criancas-ao-mar-para-evitar-prisao-16324215