ISIS MASSACRA PALESTINOS

Bairro palestino no sul de Damasco é atacado e ocupado pelo Califa

José Roitberg – MENORAH BRASIL

fontes: AFP, Reuters e Arutz-7

Como Israel não está envolvido é provável que você não leia isso na grande mídia ou assista nos noticiários de TV, exceto se o Guga Chacra falar hoje a noite na Globonews, o que é provável.

O Estado Islâmico ocupou com combate a maior parte da cidade de Yarmouk denominada como ‘campo de refugiados palestinos’ um subúrbio ao sul da capital Damasco. A fonte da informação é um membro da liderança palestina na Síria que informou à Agência France Press.

Anwar Abdel Hadi, diretor de de assuntos políticos da OLP em Damasco disse que “combatentes do Estado Islâmico lançaram um assalto nesta manhã sobre o campo de Yarmouk e tomaram a maior parte dele”, e acrescenta que os combates continuam por todo Yarmouk.

Outra definição que ninguém mais lhe dará é que tal ‘campo’ é responsabilidade da UNRWA, da ONU, mas eles não irão assumir.

Ocorre que na complicadíssima Guerra da Síria, os palestinos, muçulmanos sunitas, são opositores aos xiitas e ao regime de Assad e agora estão sendo mortos e dizimados pelas tropas do Califa fundamentalista sunita. Antes do início desta guerra atual havia 160.000 palestinos em Yarmouk, hoje são 18.000 segundo as palavras de Adbel Hadi, ainda assim, muita gente para o ISIS decapitar.

Até fevereiro de 2014 tropas sunitas opostas à Assad controlavam o ‘campo’ mas saíram de lá deixando apenas os palestinos. Para você entender corretamente, os palestinos tinham uma “meia cidadania” na Síria. Eram obrigados ao serviço militar, mas em unidade só palestinas, segregadas, com comandantes não palestinos definidos pelo governo. Tal exército palestino na Síria, era treinado e preparado com a finalidade apenas de atacar Israel.

Esperamos que você tenha percebido que o importante nesta notícia não é a constatação de palestinos e ISIS serem inimigos, apesar de muita gente afirmar nas mídias sociais “que eles são a mesma coisa”.

O fundamental e assustador desta notícia é a chegada do ISIS a Damasco. Com o ímpeto que as tropas do Califa tem, é provável haver uma batalha das mais cruéis pela capital onde a população civil síria será degolada, decapitada, morta com tiros na cabeça como vem ocorrendo com a população das cidades iraquianas ocupadas.

Damasco está muito longe no terreno das áreas onde se acreditava que o Estado Islâmico tinha o poder e o controle. E Damasco é ali na esquina, muito, mas muito próximo de Israel.

Mais uma vez, de forma militarmente inexplicável tropas do ISIS se deslocam por grandes distâncias em terreno aberto para atacar uma cidade sem terem sido interceptadas pelas forças aéreas que estão aplicadas no combate da região. Só há uma forma de compreender tal situação: os aviões e helicópteros de combate receberam ordens para não atacar. Não existe outra explicação aceitável.

Um avanço do Estado Islâmico sobre Damasco, que deve ser questão de dias ou poucas semanas poderá obrigar Israel a se envolver pesadamente na Guerra da Síria, pois o Estado Judeu, pela sua sobrevivência, não poderá permitir as tropas facínoras e bárbaras do Califa em suas cercas.

(na foto da Reuters, civis palestinos em Yarmouk, data ignorada)

(o mapa em anexo é o mapa que vem sendo divulgado sobre o Estado Islâmico. As áreas em laranja mais escuro são suas áreas de controle e cada círculo laranja é uma cidade ocupada. Note a extrema distância de Damasco deste desenho, mostrando que a realidade do terreno é completamente diferente do mapa divulgado)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s